terça-feira, 8 de março de 2016

08 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES



Um brinde a nós!
Um brinde á você, mulher que ama, que batalha por uma vida melhor, que corre atrás de seus sonhos...e que é capaz de realizá-los...ou não.
Um brinde á você, independente, batalhadora, dona de suas opiniões, que solta a voz para as diferenças absurdas ainda cometidas no mercado de trabalho.
Um brinde à você que fica indignada a cada agressão sofrida por uma mulher, e não se cala. 
Um brinde à cada espaço conquistado, cada passo adiante, cada luta vencida, à cada mulher vitoriosa!



Desde muito tempo atrás as mulheres tem lutado para conseguir o seu “lugar ao sol” com reconhecimento e respeito por toda a sociedade. Isso tem sido uma luta constante, pois desde a idade média, a mulher não tinha direito a nada e ficava muito submissa ao sexo masculino, sendo de certa forma menosprezada por toda a sociedade.

Porém, nos dias atuais isso tem sido bem diferente e realmente a mulher tem mostrado o seu valor conquistando o seu merecido lugar ao lado de muitos homens tanto no campo profissional como em diversos setores da vida. Um dia do ano muito comemorado é o Dia Internacional das Mulheres que é celebrado no dia oito de março.
Mas qual a origem desse dia tão especial?

O Dia Internacional da Mulher



Esse dia tão importante para o sexo feminino é muito conhecido no mundo todo. Sua origem teve início na época da Primeira Guerra Mundial, onde algumas manifestações feitas por mulheres da Rússia que exigiam condições de trabalho e vida melhor, serviram de impulso para que existisse um dia registrado na história como o dia internacional da mulher.




Essa idéia vinha a muito tempo sendo idealizada desde o começo do século XX, principalmente em toda a Europa e na América do Norte (em especial os EUA).  A data que ocorreu a greve com as operárias foi precisamente no dia 8 de março de 1857 em Nova Iorque, onde as mesmas realizaram uma manifestação, reclamando da grande redução na carga diária de trabalho que era de 16 horas, por um salário muito pequeno, além de um tratamento mais digno e humano.

Na época essa manifestação não foi vista com bons olhos por todos e acabou gerando muita violência. Grande parte das mulheres ficaram trancadas no interior da fábrica que em seguida foi incendiada. Estima-se que em média 130 trabalhadoras da tecelagem morreram carbonizadas.

O dia internacional da mulher somente foi decretado no ano de 1910 na Dinamarca, onde esse dia seria marcado como uma homenagem as mulheres incendiadas na fábrica no ano de 1857. A ONU (Organização das Nações Unidas) oficializou esta data mundialmente em 1975.


Quando foi decidido que existiria um dia intitulado “Dia Internacional da Mulher”, o objetivo era bem contrário ao que muitos pensavam. Não era uma mera data de comemoração ou recordação do ato tão desumano que ocorreu com as tecelãs no passado, mas sim uma oportunidade de serem realizadas conferências, reuniões e debates pelos diversos países do mundo sobre o papel da mulher e sua importância na sociedade.
Mesmo nos dias de hoje ainda existe um preconceito muito grande em relação à mulher, tornando-as muito desvalorizadas. Um exemplo disso é violência masculina que ainda impera em alguns países e grande desvantagem na área profissional.






A Mulher No Período da Idade Média
   
A Idade Média por si só, foi um período bem difícil por diversos fatores. Primeiramente pela forte imposição que a igreja fazia contra todas as pessoas da época. Segundo pelo fato de ser uma fase em que a mulher enfrentava uma das discriminações mais forte.

Até mesmo as que eram consideradas “bruxas” acabam perecendo no meio da fogueira sem ao menos ter direito a um julgamento digno. Era muito comum donzelas serem prometidas a homens que nem sequer haviam conhecido antes de se casarem e que se viam obrigadas a aceitar todas as suas exigências como se fossem meras empregadas.

Nesta fase muito conhecida como “tempo das trevas”, as mulheres eram consideradas apenas para reprodução ou prazer sexual e nada mais que isso. Pouquíssimos eram os casos em que alguns homens consideravam uma mulher como algo definitivamente importante.


No final desse período, algumas culturas começaram a mudar um pouco sua visão em relação a mulher, e acreditavam que principalmente as sacerdotisas eram escolhidas de DEUS, e possuindo algum dom especial eram atendidas em todas as suas súplicas feitas ao Supremo.

Acredita-se que essa visão negativa em relação a mulher iniciou-se através da figura de Eva no antigo testamento pois na visão machista, era a responsável pelo homem ter sido banido do paraíso e cometido o pecado original. Muito tempo depois a imagem da mãe de Cristo resgataria a visão da mulher como algo positivo, trazendo certa redenção e um pouco de respeito.


O Dia Internacional da Mulher É Importante Por Quê?


Quando se fala na mulher principalmente nos dias atuais, a percepção que se têm é muito maior em relação ao passado. Todos nós em pleno século XXI testemunhamos que o sexo feminino tem desempenhado um papel na sociedade extremamente importante.

No campo profissional, vemos grandes companhias sendo dirigidas por mulheres que exercem seus cargos com extrema competência e profissionalismo. Conseguimos ver na área corporativa, saúde, ou qualquer outra não menos importante, que a atuação da mulher é essencial e acaba muitas vezes até dispensando a presença de um homem.


Mas com certeza para que a mulher chegasse ao grau de reconhecimento e respeito que conquistou nos dias atuais, deve muito aquelas primeiras mulheres tecelãs que bravamente lutaram por seus direitos e que enfrentando toda dificuldade e preconceito de sua época, acabaram carbonizadas injustamente dentro do próprio ambiente de trabalho.

Em muitas situações na história da humanidade quando algum fato importante e histórico repercute na vida de muitos, sempre deve haver sacrifício de alguns na maioria dos casos. Foi o que ocorreu em 1857. A partir desse fato, a humanidade voltou seus olhos para essas guerreiras que hoje estão dominando o mundo de forma justa e que com sua sensibilidade auxiliam no desenvolvimento de um mundo melhor.






Mulher, Heroína Sem Rosto



O real sentido da palavra heroína não remete a alguém com poderes sobrenaturais que surge à noite para salvar a cidade das garras de algum ser malvado. A verdadeira heroína é a que foi vencendo obstáculos à medida que surgiram os obstáculos.

O seu trabalho consiste em algo mais difícil do que capturar o delinqüente mais procurado. O seu objetivo máximo é aquele que melhor sabe fazer: educar o ser humano e dar amor. 

O sexo feminino é a principal fonte de subsistência, pois não apenas concebe uma criatura em seu ventre, mas a conserva, deixa-a crescer em seu interior, sempre consciente de que o que está dentro dela é um milagre que irá mudar a sua existência. Assim é como a mulher se torna mãe, não apenas potencialmente, mas dando início ao ato da maternidade.

Uma mãe não se separa do seu filho até que este seja capaz de se virar por conta própria e, quando chega esse momento, aquele ser maravilhoso trará impresso o selo de quem o educou e o levou pelos caminhos da melhor educação.

Na grande maioria das vezes, aclamamos ilustres personagens da história por suas grandes obras, por suas idéias, pela sua maneira de mudar o mundo por meio de sua luta. Poucas são as pessoas que param e se aprofundam em tal admiração e se dão conta de que os maiores filósofos, cientistas e escritores tiveram mãe. Uma mulher ao seu lado, sempre velando pelo seu bem e mantendo-os em suas entranhas. Alguém que foi capaz de os ver crescer até onde foi possível e até que seus olhos estivessem cansados. No fim das contas, foi uma mãe quem deu o impulso para que um grande pensador contribuísse com suas idéias e invenções, desde os pré-socráticos aos intelectuais mais próximos a este século. 

Você, que é mãe, tem uma grande oportunidade de formar um líder. Deve se sentir privilegiada e orgulhosa, pois foi entregue a você a ocasião perfeita de impulsionar heróis para a sociedade.  

Você, condutora de cada passo, educadora do futuro, heroína oculta.



Mulher -  Pablo Neruda

Elas sorriem quando querem gritar.
Elas cantam quando querem chorar.
Elas choram quando estão felizes.
E riem quando estão nervosas. 

Elas brigam por aquilo que acreditam.
Elas levantam-se para injustiça.
Elas não levam "não" como resposta quando 
acreditam que existe melhor solução. 

Elas andam sem novos sapatos para 
suas crianças poder tê-los.
Elas vão ao médico com uma amiga assustada.
Elas amam incondicionalmente. 

Elas choram quando suas crianças adoecem 
e se alegram quando suas crianças ganham prêmios.
Elas ficam contentes quando ouvem sobre 
um aniversário ou um novo casamento. 




De mulher para mulher



Tu és amiga...companheira
No mar bravio da vida...marinheira
destemida a navegar
sobre as ondas oscilantes deste mar...

Comanda seu frágil barquinho...
Vais vencendo de mansinho...
as turbulentas águas da lida,
onde foi inserida pela vida...

Corpo delicado...mão forte...
Indicas o rumo...mudas a sorte...
Nesta tua tripla jornada
de provedora, mãe, mulher
que tão bem sabe o que quer!...


Acordas quando a lua adormece...
Dormes quando o tempo acontece...
Sem hora...sem previsão...
Quando deixam de solicitar tua atenção!...

Nem sempre compreendida, valorizada,
carrega dentro de ti guardada
a tua inquestionável intuição...
Seta que te dá a direção!...

Da vida, em torno de ti girando, tu esperas...
Como uma dourada esfera
envolves o Mundo
com teu Amor Profundo !...

Semeias a Paz...Sábia e audaz...
Com seu jeito eficaz
deixa brotar a emoção
que sai do teu terno Coração!...

Mulher...tu és Amor-Perfeito...
Sem medos ou pré-conceitos
deste multicolorido jardim
de amor sem fim!...

E merece de mim
esta homenagem, sim!...
De mulher para mulheres...
Por entender tão bem
O que queres!...


(Carmen Vervloet)











TODO DIA É DIA DE MARIA




BELEZA ALÉM DO CORPO -
  Uma homenagem feita pelo Hospital Albert Einstein à todas as mulheres.











Nenhum comentário:

Postar um comentário