domingo, 10 de janeiro de 2016

SAMADHI



Samadhi é uma antiga palavra em sânscrito que significa união. É a união da persona individual, do eu egótico, com algo maior. Algo insondável para a mente.

Samadhi é uma rendição... uma prostração da mente individual à mente universal.

O proposito de toda meditação, oração, yoga e toda realização espiritual, é Samadhi.




Na linguagem dos misticos cristãos é prostrar-se diante de Deus. Samadhi também é realizado pelo que Budha chamou de caminho do meio; ou que no Taoismo é chamado de equilíbrio do Yin e Yang. Nas tradições de yoga é chamado do casamento de Shiva com Shakti.

O Samadhi é a unidade com o Espírito, é o estado mais elevado o qual se consegue através do silêncio prolongado e profundo. 



Samadhi é a expansão da alma no Espírito. Consiste em retirar a mente dos sentidos para unificá-la ao Espírito. 

O samadhi é uma expansão da consciência humana na Consciência Cósmica. Consistem em retirar a consciência humana do plano dos sentidos para dirigí-la à subconsciência, à supraconsciência, à Consciência Crística e, finalmente, ao estado de Consciência Cósmica.


Em outras palavras, através do poder do Samadhi, pode-se sentir o universo como se fosse seu próprio corpo.

O sábio Patañjali ensina no Yoga Sutra que o estado natural (svarupa) do ser humano é samadhi, a iluminação. 

Samadhi não é um estado mistico, alterado do ser. É simplesmente um estado natural de presença, de consciência não mediada pelo pensamento, não mediada por uma entidade egótica.




Não há um "eu" que desperta. Não existe um ser que desperta. Samadhi é despertar-se da ilusão do "eu" separado. Do sonho de um limitado você. O mundo em que você pensa estar vivendo agora, é na verdade você. É o seu eu superior, sem Self, sem "eu".


O Samadhi começa com um salto para o desconhecido, rumo a fonte interior, ao coração ou essência do próprio ser.



Esta fonte não é uma coisa, é o vazio ou a própria quietude. É um vazio que é a fonte de todas as coisas.

No estado de Samadhi podemos sentir o céu como se fosse nosso corpo e a Energia Cósmica como se fosse o alento da vida, e as grandes forças elétricas, térmicas e gravitacionais, como se fosse nossa própria circulação. 

Essa união não pode ser entendida com a mente individual e limitada, só é diretamente entendida quando a mente se cala.



Podemos sentir a batida de nosso coração em todos os corações; podemos sentir nossa mente em todas as mentes; podemos perceber os sentimentos de todos; podemos sentir nossa presença em todo movimento.

As dualidades da experiência humana desaparecem através da unidade que se experimenta no samadhi, no qual se percebe que tudo se transforma em Espírito. 

Quando se está em samadhi, pode-se perceber o oceano do Espírito com as ondas de Sua criação, ou também, pode-se contemplar o mesmo oceano espiritual existindo transcendentalmente de forma serena, sem as ondas da criação.


No estado inicial de samadhi, nossa consciência individual permanece tão absorta no Espírito que esquece o universo material e o criado. 


No estado inicial de samadhi, nos encontramos retraídos e absortos no Espírito, mas nos estados superiores e grandiosos, não só percebemos o Espírito sem a criação, como também o Espírito manifestado em toda a criação. Este estado de conhecimento se chama Consciência Cósmica. O qual inclui a totalidade do universo. 

O ensinamento mais conciso do Sanadhi, é encontrado nessa frase:"Aquieta-vos e Sabei."





"O Silêncio é a linguagem de Deus, o resto é pobre tradução" - Rumi










Fonte: http://espiritualidadeconsciencia.blogspot.com.br/2010/01/o-que-e-samadhi.html
http://www.meditacaobrasil.com/samadhi/
http://www.yoga.pro.br/artigos/601/3032/meditacao-e-samadhi



Nenhum comentário:

Postar um comentário