sábado, 9 de janeiro de 2016

ESTADO DE FLUXO DA CONSCIÊNCIA


Os mistérios da mente e dos pensamentos sempre despertaram a atenção dos sábios e filósofos, desde a Antiguidade grega e das primeiras investigações teóricas sobre o Homem e o Universo; no entanto, apenas durante os séculos XIX e XX que a ciência se debruçaria sobre as questões da consciência.


Atualmente, Cientistas, físicos, psicólogos e interessados no assunto têm falado muito sobre o conceito de Flow (FLUXO DA CONSCIÊNCIA).

Em todos os idiomas – to flow, fluir, strömen, fluer, fluire – temos sempre o mesmo significado: seguir o fluxo, em um estado de atenção plena e envolvimento profundo que resulta em experiências marcantes e de grande significado pessoal. Então, somos levados suavemente pela “correnteza”, e o esforço se torna mais leve e mais produtivo.



O psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi PhD e professor da Universidade de Chigago, desenvolveu a teoria do estado de fluxo, também chamado de estado de Flow, um grande impacto na produção científica sobre felicidade e bem-estar do ser humano.  

Trata-se de uma condição de foco absoluto que torna qualquer atividade espontânea e produtiva, devido a um estado mental de concentração profunda atingida quando se está totalmente envolvido com determinada ação.

Para esse fenômeno mental, Mihaly Csikszentmihalyi, após várias pesquisas na década de 70, com posteriores publicações nas décadas seguintes, deu o nome de flow-feeling. 

Traduzido como sentimento de fluidez ou percepção de fluidez, é também conhecido como, fluir, fluxo, experiência ótima e experiência máxima, todavia a expressão flow-feeling ficou consagrada no mundo.




“Flow pode ser descrito como estar completamente envolvido em uma atividade específica. O ego some. O tempo voa. Cada ação, cada movimento, e pensamento que flui inevitavelmente segue o movimento anterior, como tocar jazz. O seu ser inteiro está envolvido, e você está utilizando as suas habilidades no mais alto nível”. - Mihaly Csikszentmihalyi


Fluir é deixar correr, é permitir algo ou alguma coisa de forma livre, natural e espontânea. 

Fluir é não forçar; não interromper. É simplesmente acompanhar o movimento das coisas. 


Estar em estado de "flow" é estar fazendo o que você gosta. Não necessariamente o ato em si ou a sua execução, mas o processo.

Como é o estado de Flow?

O estado de flow ( fluir) é um estado a partir do qual podemos fazer a nossa vida mais significativa, criativa e feliz.

7 características do estado de flow:
1) Completamente envolvido no que você está fazendo, está focado, concentrado.
2) Uma sensação de êxtase, de estar fora da realidade cotidiana.
3) Grande sentimento de clareza – saber o que precisa ser feito e quão bem estamos fazendo.
4) Saber que a atividade é possível de ser feita – de que somos capazes de fazê-la.
5) Sentimento de serenidade: nenhuma preocupação sobre si mesmo, e um sentimento de estar além das fronteiras do ego.
6) Perder a noção do tempo (timelessness). Completamente focado no presente, há a sensação de que horas passam como minutos.
7) Motivação intrínseca: o que quer que seja produzido ou produto do estado de flow não interessa tanto quanto a motivação de fazer o que se quer fazer.



Flow (Estado de fluxo da consciência) seria portanto, um estado mental de hiperconcentração e descnonectividade com o mundo exterior, como “Pratyāhāra, um estado mental voluntário em que, naturalmente e conscientemente, nos desconectamos dos sinais que nos chegam através de nossos sentidos, liberando a mente das sensações físicas para poder reconhecer internamente aquelas outras imagens de nossa tela mental. 

Na literatura acadêmica ocidental, a definição desse estado mental chama-se fluxo. Segundo a definição do psicólogo Helder Kemei , fluxo é  um estado mental onde o corpo e a mente fluem em perfeita harmonia, é um estado de excelência caracterizado por alta motivação, alta concentração, alta energia e alto desempenho, por isso também chamado de experiência máxima ou experiência ótima.

As experiências de FLUXO muitas vezes são lembradas como os momentos mais felizes da vida da pessoa, os momentos onde ela se sentiu no seu melhor.

Basicamente, não é preciso ser nenhum expert em meditação para experimentar uma experiência de fluxo. Qualquer um de nós está apto a vivenciá-la, desde que estejamos em total sintonia com tarefas que nos proporciona prazer e algum nível de concentração. 

No entanto, devemos observar que as mesmas tarefas não proporcionam o mesmo fluxo em pessoas distintas, ou nem mesmo a mesma tarefa proporciona a mesma intensidade de fluxo em um mesmo indivíduo. 




Quanto maior domínio se tem sobre uma determinada tarefa, maior a possibilidade de entrarmos em fluxo automaticamente, pois no estado de fluxo, a mente tende a silenciar sentidos quando estamos demasiadamente concentrados e isso só acontece quando temos pelo menos, um domínio intermediário de uma determinada tarefa. 

Por outro lado, devemos ter cuidado com a situação e locais que nos predispõem ao estado de fluxo, para que nossa segurança e de outras pessoas, não seja colocada em risco.

Helder Kemei ainda afirma que “geralmente a pessoa entra em FLOW (ou fluxo) quando ela está fazendo aquilo que ela mais gosta de fazer. Pessoas entram em fluxo dançando, cantando, correndo, praticando esportes, desenhando, pintando, escrevendo, meditando e até trabalhando. 

Quando você faz aquilo que mais gosta de fazer, você tem mais motivação, se concentra com mais facilidade e fica tão profundamente envolvido e absorvido na atividade que nem percebe o tempo passar. 

Naquele momento, você não pensa em mais nada, não pensa nos problemas que ocorreram antes, nem no que terá de fazer depois, fica inteiramente focado no presente – no aqui e no agora. 


Na experiência de fluxo não há conflito entre pensamentos, sentimentos e ações. No estado de FLOW, corpo e mente fluem em perfeita harmonia.

Contudo, podemos assumir que o fluxo é potencialmente benéfico para a nossa mente, visto que o estágio é alcançado durante a execução de tarefas que nos dão prazer, com claras consequências biológicas, nos inclinando a produzir e liberar mais hormônios que contribuem naturalmente para um estado de equilíbrio emocional e bem estar, afetando diretamente nosso humor, podendo inclusive, ser um bom aliado no combate ao stress e à depressão, problemas recorrentes à vida urbana. 

Todas essas coisas, possuem impacto direto em nossa saúde fisica e emocional, imunidade e até mesmo expectativa de vida.



Flow é você agindo e se movimentando para realizar tudo aquilo que faz seu coração bater mais forte. Não é a quantidade, mas o curso da sua energia impulsionado por suas vontades e ações genuínas. Ele nunca está no passado nem no futuro. Flow acontece sempre no presente, no aqui agora. 

Mais do que ser você mesmo ou de ser quem você sonha ser um dia. Flow é o que acontece enquanto você exerce sua criatividade da forma mais natural possível. E é no exercício da sua criatividade única que você pode encontrar aquilo que mais deseja no momento: o seu propósito de vida.



Flow é um estado em que você permanece completamente conectado com o que veio fazer aqui neste Universo. Aos que acreditam, pode-se dizer que é o estado onde estamos cumprindo a nossa missão no mundo. 



Vídeo: Mihaly Csikszentmihalyi sobre o estado de Flow

2 comentários: