sábado, 26 de setembro de 2015

O ESPETÁCULO DA LUA


Neste domingo, dia 27 de setembro, um belíssimo evento astronômico chamará a atenção de grande parte do mundo: o Eclipse Lunar Total e como se não bastasse, serão dois grandes eventos em uma única noite! 

Além do Eclipse Lunar, teremos também a Super Lua, o que significa que a Lua Cheia estará com seu tamanho aparente maior do que o de que costume. Será um verdadeiro espetáculo!




Pela primeira vez em mais de 30 anos, você poderá ser testemunha de uma combinação entre uma Superlua e o eclipse lunar. 

O raro evento vai acontecer neste domingo, dia 27 de setembro, quando a enorme lua será coberta pela sombra da Terra por mais de 1 hora. 

Todo o território do Brasil vai poder observar, por volta das 22h, a Lua começar a escurecer e ganhar uma coloração avermelhada, conhecida como “Lua de Sangue”, outro fenômeno da noite.

Os amantes de astronomia aguardam a data com expectativa, pois serão grandes eventos astronômicos numa única noite. Além desses fenômenos, outros dois acontecimentos conhecidos como Lua de Sangue e tétrade lunar são previstos para o dia.


Superluas:





A Lua Cheia de 27 de setembro estará a menos de uma hora da máxima aproximação da Lua com a Terra, portanto, ela parecerá ainda maior no céu noturno. 

De acordo com a Nasa, agência espacial norte-americana, as Superluas acontecem uma vez por ano, em média. Este ano já tivemos duas, mas esta superlua será a mais próxima da superfície terrestre.




Isso acontece porque a órbita da lua não é um círculo perfeito, então em alguns pontos de sua órbita ela parece estar mais próxima do planeta Terra. 

“Quando a lua está em seu ponto mais distante isso é conhecido como apogeu e quando está mais perto é chamado de perigeu”, explica o cientista da Nasa Noah Petro.

No perigeu, a lua está cerca de 48 mil quilômetros mais perto da Terra do que no apogeu. Essa proximidade faz com que a lua pareça 14% maior e 30% mais brilhante do que uma lua cheia do apogeu. 

Por isso, a lua cheia do perigeu ficou conhecida como Superlua.

A Super Lua na noite do Eclipse Lunar


Como foi dito anteriormente, na mesma noite que acontece o Eclipse Lunar, teremos também um segundo evento astronômico. Chamado de Super Lua, ele acontece quando a Lua está no seu ponto mais próximo com a Terra (perigeu). Quando coincide da Lua estar em seu ponto mais próximo justamente no dia da Lua Cheia, ela fica consideravelmente maior no céu. 



O momento em que a Lua fará sua máxima aproximação com a Terra estará a menos de uma hora do momento da Lua Cheia e do Eclipse. Será um evento maravilhoso, e isso é o que tornará o Eclipse Lunar deste dia 27 ainda mais raro e espetacular!

Eclipse Lunar




Um eclipse lunar, transforma esse fenômeno num show ainda melhor. Por mais de uma hora, a sombra da Terra, vai “engolir a lua” conforme o planeta se coloca entre o Sol e a lua.

Eclipses lunares ocorrem pelo menos duas vezes por ano, só no século 21 vão acontecer 228 eventos desse tipo. 

Civilizações como os Incas e os Mesopotâmicos historicamente viam o eclipse lunar como aleatórios e assustadores, quando, na realidade, são fenômenos previsíveis.

No entanto, a combinação de uma Superlua com um eclipse é mais rara. O último evento desse tipo aconteceu em 1982 e o próximo vai ser somente em 2033. 

“É raro porque é algo que uma geração inteira pode não ter visto”, diz Petro.



O eclipse total vai durar cerca de 5 hora e 11 minutos e será visível nas Américas do Norte e Sul, Europa, África e partes da Ásia e Pacífico.

O eclipse de uma superlua é muito raro e aconteceu apenas cinco vezes desde 1900, em 1910, 1928, 1946, 1964 e 1982. O próximo só vai acontecer em 2033. 

Por que acontecem os eclipses lunares?


Como sabemos, a Lua orbita a Terra, e durante sua trajetória acontecem as fases da Lua. 

Quando a Lua está entre a Terra e o Sol, temos a fase nova, e quando a Terra está entre a Lua e o Sol, temos a Lua Cheia. De tempos em tempos, quando a Terra está entre a Lua e o Sol (Lua Cheia) o nosso planeta projeta sua sombra na superfície da Lua por conta de um alinhamento, e isso faz com que a Lua Cheia fique escura por alguns minutos. 

Já o eclipse solar acontece quando a Lua projeta sua sombra na Terra, ocultando o Sol e fazendo o dia virar noite.


Tétrade 



A Tétrade de Eclipses Lunares é uma série de quatro Eclipses Lunares Totais que acontecem em determinadas épocas, sendo que a última ocorreu entre 2003 e 2004, e teremos apenas mais seis tétrades como essa até o final do século atual. 





O primeiro Eclipse da Tétrade aconteceu no dia 15 de abril de 2014; o segundo no dia 8 de outubro de 2014; o terceiro no dia 4 de abril de 2015, e o último será agora, no dia 27 de setembro de 2015.

Lua de Sangue:




Um eclipse lunar total é precedido por um eclipse penumbral, acontece quando a Lua entra na penumbra, parte mais clara da sombra da Terra.

Logo depois, há um eclipse parcial quando a Lua entra na umbra, região mais escura da sombra da Terra, e parece estar “mordida”. 



Na totalidade a Lua fica completamente encoberta pela umbra, porém, ela não fica totalmente escura, mas, com uma cor avermelhada. 

A cor vermelha é resultado da influência da atmosfera terrestre nos raios de luz.Tudo isso fará com que aconteça um eclipse total de uma Super-Lua de Sangue.


De onde o Eclipse Lunar de 27 de setembro poderá ser visto?

Essa é a parte mais interessante sobre esse belíssimo eclipse lunar: ele poderá ser visto em grande parte do mundo, como no oeste da Europa e da África, leste dos EUA e em toda a América Latina, incluindo o Brasil, claro! 

Agora é só torcer pra que o clima ajude, e pra que tenhamos um céu aberto, sem nuvens, na maior parte dessas regiões.


Em qual horário acontece o Eclipse Lunar do dia 27 de setembro?

Isso depende do fuso horário de cada região. No Estado do Acre, por exemplo, a Lua começa a entrar na penumbra (na região menos escura da sombra) a partir das 19h12. Já na parte leste do Brasil, isso acontece às 21h12, enquanto que no centro, será às 20:12. Pra facilitar o nosso entendimento, foi feito um mapa mostrando o horário de começo, meio e fim do Eclipse Lunar do dia 27 de setembro. Veja abaixo:


Horário de início e término de todas as fases do Eclipse Lunar Total de 27 de setembro de 2015 - Créditos: Galeria do Meteorito


Para entender o mapa, basta ver a sua região, e acompanhar a legenda à direita. A parte mais escura não poderá observar o Eclipse, enquanto que a parte intermediária poderá observá-lo parcialmente, e dependendo do horário, como mostra na legenda, não será possível enxergá-lo.



A Meditação da Lua Cheia




A meditação é um potente método a serviço da humanidade, quando a mente é empregada como um canal para a recepção de luz, de amor e de paz, e direcionado para o interior da consciência humana. 

O momento da Lua Cheia, em cada mês, oferece a maior oportunidade para que a meditação, particularmente de forma grupal, seja utilizada como um meio de cooperação com o Propósito ou Plano divino para o nosso mundo.


Atualmente, numerosos grupos de serviço, grandes e pequenos, encontram-se regularmente em cada mês por todo o mundo, no momento do plenilúnio, para o trabalho de meditação. 

É útil compreender que tais encontros para a meditação em grupo, como serviço à humanidade, têm sido celebrados durante muitas décadas. 

Assim, o trabalho não começa do zero em cada mês ou cada ano. Através dos anos foi criado um canal grupal, utilizado para a distribuição de energia que, continuamente cresce e é construído sobre o que já foi realizado, e que requer em todo momento de nossa parte uma compreensão mais profunda e uma crescente capacidade para penetrar em novos níveis de consciência, elevando assim, em conjunto, a consciência da humanidade, embora numa fração não mensurável.




Meditação Arte de Viver




A Arte de Viver promove todos os meses a Meditação da Lua Cheia simultaneamente em várias cidades brasileiras. O evento é gratuito, reúne milhares de pessoas e acontece em vários lugares do mundo. 

Qualquer interessado pode participar. Não é preciso ter experiência anterior com meditação.

No Brasil, a meditação coletiva conta com a presença regular de 21 cidades: Alphaville, Aracaju, Balneário Camboriú, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Campo Grande, Curitiba, Fortaleza, Florianópolis, Juiz de Fora, Goiânia, Indaiatuba, Niterói, Paraty, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, Santos, São Paulo, São José dos Campos, Sorocaba, Visconde de Mauá, Vitória, Volta Redonda e Uberlândia.

As meditações em grupo têm um efeito potencializado. Iniciativas como esta contribuem para a maior conscientização com relação à meditação e possibilitam que o conhecimento sobre essa prática milenar seja descoberto por mais pessoas.

Por que meditar sob a lua cheia?



As energias de luz, de amor e da paz, sempre estão acessíveis para quem se põe em contato com elas na meditação. Mas, como em todos os aspectos de nossa vida planetária, há ciclos de fluxo e refluxo com os quais podem cooperar conscientemente, tantos os grupos, como os indivíduos. 


Um dos maiores ciclos de energia coincide com as fases da Lua, alcançando seu clímax, sua maré alta, no momento da Lua Cheia. Este é um momento, portanto, em que a canalização de energia, através da meditação em grupo, pode ser especialmente efetiva.


Como a lua tem efeito nas marés e em toda a água do planeta, acredita-se que ela também afete o nosso corpo, que é composto por água em cerca de 70%. 



Assim, meditar sob a lua cheia pode harmonizar todos os efeitos desse astro sobre o nosso sistema. Além disso, a meditação tem um efeito muito positivo não só para quem a pratica, mas para todo o ambiente ao redor.

A influência da lua pode ser percebida em nossas vidas, de uma forma ou de outra.  Em diferentes culturas no mundo todo – seja em celebrações para invocar boas vibrações para um novo trabalho ou em meditações – os movimentos da lua são levados em consideração.

Essa sabedoria também faz parte da cultura popular brasileira, presente na crença de que as fases da lua podem afetar processos do nosso corpo físico, como o momento do nascimento de bebês e o crescimento dos cabelos, por exemplo. 

"Acreditamos que na fase da Lua Cheia, nosso corpo fica mais propício a receber energias boas. Essa conectividade também é influenciada pela participação em grupo. Todo lugar onde há uma ou mais pessoas reunidas em um mesmo propósito, há sempre energia positiva" - comenta uma das organizadoras do evento.





Na Índia, vários festivais - como Ramzan, Guru Purnima e Holi - são celebrados com base nos movimentos da lua.

Antigas escrituras indianas falam sobre os efeitos da lua no nosso corpo. De acordo com o Vishnu Purana, a lua teria influência sobre a glândula pineal, de onde são secretados hormônios vitais para nosso organismo. Na meditação, a lua cheia nos ajuda a atingirmos estados profundos de descanso, a transcendermos a mente e nos conectarmos com nosso universo interior mais facilmente.







Postagem baseada nas seguintes fontes:
http://www.galeriadometeorito.com/2015/09/tudo-sobre-o-eclipse-lunar-total-de-27-de-setembro-de-2015.html#.VgWCXvlViko
http://www.ebc.com.br/tecnologia/2015/09/eclipse-da-superlua-de-sangue-acontece-neste-domingo-27
http://www.encontroespiritual.org/batividades/batividades_medluacheia.html
http://www.artofliving.org/br-pt/meditacao-da-lua-cheia




6 comentários: