sábado, 8 de agosto de 2015

SO-HAM



So-Ham é um mantra utilizado desde a Índia antiga, hoje conhecido como o “Eu Sou”, cujo simbolismo é extremamente profundo. 

Ele se manifesta através de nossa respiração. Quando inspiramos estamos em conexão com "So" que significa “Deus” e quando expiramos estamos em conexão com "Ham" que significa “Eu”. Repetimos este mantra todos os minutos de nossas vidas.

Com cada inspiração tomamos consciência de receber e de honrar o Eu. Com cada expiração tomamos consciência da ação de dar e de deixar ir.



A voz divina da natureza entoa ininterruptamente o som místico So-Ham. Este som sagrado é uma forma desdobrada de Om (o som primordial). O So-Ham é um aspecto sonoro da divindade e todo o universo ecoa sobre a vibração de So-Ham. 

Aum So-Ham é um mantra que estava presente no inicio da criação e que irradia sua sagrada sinfonia a todos aqueles que se sintonizam com seu teor vibratório.

Apesar de So-Ham ser um desdobramento de Om, So-Ham também é Om. Om e So-Ham são apenas um mantra, que não é nem um nem outro, mas uma essência cósmica, ou como dizem alguns uma idéia-força. 

Todo mantra tem a sua contraparte sutil, ligado a frequências mais elevadas do cósmico, que são portais para estados de consciência e planos de manifestação. Assim como todo mantra, So-Ham pode ser usado para elevar nossa energia e abrir nossa mente a diferentes realidades perceptivas.

So-ham significa literalmente - Eu Sou, eu sou existência, eu sou essência, ou seja, So-ham é a essência de cada pessoa, cada pessoa é So-ham, recordar da essência é descobrir So-ham.


Segundo as sagradas tradições filosóficas e religiosas da Índia, existem diversos importantes mantras. No entanto, So-ham é considerado por muitos sábios (rishis), yogues, grandes mestres (mahagurus) e vaidyas (médicos ayurvédicos) como sendo o verdadeiro, o melhor e o mais elevado de todos os mantras. 

Tal mantra sânscrito relaciona-se com o som interior do próprio corpo humano, ou, mais precisamente, com a própria respiração. Por causa disso, e pelo seu profundo significado, é considerado o mantra supremo e universal.



Soham é o considerado o mantra da respiração. 


Mantra Natural: É dito que o  mantra So-ham é um mantra natural, porque já faz parte da nossa natureza.

“Sooooo”  é o som presente na inalação, e é percebido pela mente enquanto inalamos.

“Hummmm” é o som da expiração e é lembrado pela mente junto à exalação.

Mantra Universal: O mantra So-ham é considerado um mantra universal devido ao fato da sua vibração fazer parte da respiração, princípio básico de todos.






Outros nomes ou designações: O mantra é também designado como Hamsa, Hansa, Sohum, So Ham, ou so Hum.

Eu sou isso: Enquanto a tradução em Inglês pode não ser tão importante quanto a qualidade da vibração do som, traduz-se Soham como “eu sou isso”. Quando lembrado várias vezes, ele declara: “eu sou isso que sou”. Repetindo o mantra Soham algumas vezes durante o dia pode ser uma prática muito útil.

A melhor ligação entre o corpo e a mente



A respiração é uma ponte entre o corpo e a mente. Ao tentar meditar é muito comum ter a tensão nos músculos e pensamentos ruidosos na mente. O sistema nervoso é o árbitro entre o corpo tenso e a mente barulhenta. Uma das melhores maneiras de regular o sistema nervoso e, por sua vez, o corpo e a mente, é através da respiração. 

Tal fato é conhecido pelos Yogues há milhares de anos, e, recentemente, também passou a ser amplamente difundido pela comunidade médica moderna e psicológica.

Japa e Ajapa japa



A recitação de um mantra é chamado de japa. À medida em que a lembrança vem automaticamente, isso é chamado ajapa japa, o que significa que a repetição acontece sem esforço. 


Swarodaya: Em sânscrito, a ciência da respiração é chamada de swarodaya. O significado de “swara” é uma onda de som, ao passo que swarodaya significa oceano. 

Assim, a ciência da respiração é a ciência das ondas do som no oceano da consciência. Aquele som, “so-ham”, “so-ham”, nunca se repete, declarando: Eu sou isso, eu sou isso, eu sou isso, como as ondas sempre fluem no oceano da felicidade.

A palavra carrega de volta para o som

O som cria uma forma de onda, a forma de onda cria uma palavra, e a palavra tem um significado externo. 

Ao começar com o sentido externo do mantra So-ham, a respiração “so-ham” volta através da forma de onda na qual ela veio.



Use o som, não a palavra

Para a meditação, pode-se começar usando a palavra e com sua tradução literal: "eu sou isso".

Alguém poderia pensar que  “so-ham” pode ser ouvido através da passagem do ar nas narinas. No entanto, a experiência profunda, mais verdadeira para o estudante de meditação, é buscar o nível mais sutil do mantra So-ham, e ir para o som em si, permitindo que ele se torne o guia, levando mais atenção para dentro.

As palavras certamente têm o seu lugar em relação ao mundo externo, mas a vibração do som em si é uma forma mais sutil, que nos guia poderosamente para dentro.



A atenção é necessária: há uma habilidade que é de extrema importância para a meditação: treinar a atenção. 

Isso significa desenvolver um relacionamento estável e ininterrupto com o “so-ham” da respiração, independentemente das outras atividades da mente. 

Não se trata de reprimir os pensamentos, mas é como ouvir atentamente o sussurro de um querido amigo em uma sala lotada. É sua convicção de atenção que faz a voz clara, e não a eliminação das outras pessoas. 

Da mesma forma, os pensamentos da mente podem se fazer presentes na sua vida, enquanto você ouve apaixonadamente o “so-ham”, no fluxo e refluxo da respiração, através dos corpos (denso e sutil), e da mente.

Ao treinar a respiração com mantra Soham, atentando para cima e para baixo do canal central de Sushumna, os chakras,  entram em alinhamento e equilíbrio. 

Isto traz a mente a um estado agradável e pacífico, que é a preparação para o avanço nas profundezas da meditação. O mantra Soham é um método simples e direto que pode ser feito por praticamente todas as pessoas.






A energia espiritual latente da kundalini é desperta por meio da agitação do fogo da kundalini-shakti. A respiração é um meio de despertar o fogo. 

Emitir a vibração “so-ham” continuamente é como soprar suavemente uma brasa. Aos poucos, e com certeza, o brilho se transforma em fogo, cada vez maior e mais brilhante.

Encontrar o som do silêncio




Todos esses sons, um após o outro, levam-nos para dentro, guiando-nos até onde o  silêncio emerge. O processo vem em etapas. 

Na primeira, o mantra tem uma vibração bruta e significativa. Em seguida, há o sentimento associado, que é em si uma versão sutil do mantra. Então, há uma presença constante ou a consciência do mantra. 

Finalmente, há o som sem som, a essência do mantra. Se alguém quiser saber o significado do som silencioso do mantra So-ham, só há uma maneira de fazê-lo: seguir o som para dentro, para até aquele lugar. 

No interior, o significado é revelado na experiência direta.











Fonte:http://www.musicaindianabrasil.com/2011/01/o-mantra-da-respiracao-so-ham.html
https://hugolapa.wordpress.com/2009/07/17/o-mantra-so-ham/
http://www2.uol.com.br/vyaestelar/so_ham.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário