quarta-feira, 3 de junho de 2015

Namastê



A palavra NAMASTÊ é o cumprimento ou saudação utilizada no Sul da Ásia. Utiliza-se na Índia e no Nepal por hindus, sikhs, jainistas e budistas. Nas culturas indianas e nepalesas, a palavra é dita no início de uma comunicação e faz-se um gesto com as mãos dobradas, sem ser necessário falar algo.



Namastê é o cumprimento em sânscrito que literalmente significa "curvo-me perante a ti" e é a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro. 

O gesto expressa um grande sentimento de respeito, invoca a percepção de que todos indivíduos compartilham da mesma essência, da mesma energia, do mesmo universo, portanto o termo e a ação possuem uma força pacificadora muito intensa.


Namastê também é muito utilizado na ioga, é algo que se diz ao instrutor, para demonstrar que o praticante é um criado, e o gesto significa "curvo-me perante ti"; e o próprio termo significa “fazer uma saudação.”





Em síntese, é “Saúdo a você, de coração  a coração".
O Deus que habita em mim, Saúda o Deus que há em você. 
O divino em mim saúda o divino em ti!
O Espírito que me anima reconhece o mesmo Espírito em ti!
A minha Essência saúda a sua Essência!

No Namastê aprende-se um caminho para a felicidade: compreender, acolher, aceitar e perdoar. Acredita-se ser este um caminho poderoso que levará você à felicidade plena. Espera-se que ao utilizar o cumprimento sânscrito “Namastê” ao saudar o Mundo à sua volta, isto seja realmente verdade. Que você reconheça o Deus que habita o seu interior e que habita a cada via ao seu redor.



Conhecido pelos budistas como anjali mudra, consiste o simples ato de pressionar as palmas das mãos ante o coração e o dedo apontando para cima no centro do peito. 

Inclina-se levemente a cabeça, Sem ser acompanhada de palavra. Frequentemente, fecha-se os olhos. Então, curva-se a coluna em sinal de respeito a Divindade que preenche todos os espaços do Universo. A coluna retorna a posição ereta mais lentamente do que quando abaixou, também simbolizando respeito a outra pessoa. Os cinco dedos da mão esquerda representa os cinco sentidos do coração. Enquanto os dedos da mão direita representa os cinco orgãos da razão. 



Significa, então, que mente e coração devem estar em harmonia, para que nosso pensar e agir estejam de acordo com a verdade. 

Também é um reconhecimento  da dualidade que existe no mundo, simbolizando a união das polaridades, esquerda e direita, bem e mal e sugere um esforço de nossa parte para manter essas duas forças unidas em equilíbrio. 



Namastê traz o Sagrado para dentro de cada ser humano, afirmando que a Fonte não está no céu, num templo ou mesmo na natureza. 

A Fonte está em tudo, em cada um de nós e qualquer dissociação da imagem do divino da nossa é inútil. Somos todos “filhos e filhas” da mesma Essência e partes do Sagrado, em tudo e em todos.





Fonte:http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=26402
http://www.significados.com.br/namaste/

Nenhum comentário:

Postar um comentário