quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Tomografia de Escultura de Buda Revela em seu Interior Monge Mumificado




O que parecia ser uma estátua de Buda tradicional que remonta ao século 11 ou 12 foi revelado recentemente ser algo mais. Na realidade, muito mais.

A tomografia computadorizada e endoscopia realizada pelo Museu Drents no Centro Médico Meandro em Amersfoort na Holanda, mostrou que a antiga relíquia guarda os restos mumificados de um monge budista.

A tomografia computorizada, ou TAC, é um exame que consiste na emissão de raios-x através de vários ângulos em torno de um corpo. Segundo o NL Times, a endoscopia foi realizada com um aparelho especialmente construído para realizar o exame à estátua.




Os exames foram supervisionados por Erik Bruijin, um perito em arte e cultura budista, com a ajuda do médico gastroenterologista Reinoud Vermeijeden e do radiologista Ben Heggelman.

O holandês Erik Brujin, liderou o estudo do material e determinou que os restos são de um mestre budista chamado Liuquan, que pertenceu à Escola Chinesa de Meditação e viveu por volta do ano 1100.


Segundo o Siberian Times, entre os monges budistas há a crença de que os corpos mumificados não estão mortos, mas num "estado de meditação avançada".



Mas os exames, uma tomografia computorizada e uma endoscopia, realizados no Meander Medisch Centrum, em Amesfoort, viriam a permitir uma descoberta ainda mais espantosa nas cavidades abdominais da múmia.

Antes da tomografia, os cientistas do Drents sabiam que havia um corpo dentro da estátua, mas o procedimento revelou que os órgãos de Liuquan foram retirados e substituídos por pergaminhos antigos escritos em chinês. 

Além dessa descoberta, foi possível retirar DNA da múmia para a realização de testes. De qualquer forma, a múmia é a primeira a ser estudada dessa forma até hoje, o que mostra o nível de importância da descoberta. 

Além disso, ela é também a única já encontrada até hoje por pesquisadores, segundo o site holandês NL Times.





O Buda, ou Liuquan, já foi transportado para a Hungria, onde estará em exibição no Museu de História Natural da Hungria até maio de 2015. 



Outros casos

Em janeiro, restos mumificados de um homem, aparentemente meditando na posição de lótus, foram descobertos na Mongólia. Acredita-se que a relíquia humana possua em torno de 200 anos de idade, e foi preservada na pele animal.




Segundo Barry Kerzin, famoso monge budista, o homem mumificado , estaria a apenas uma etapa de se tornar um Buda na vida real. Os restos mumificados foram encontrados em 27 de janeiro, na província Songinokhairkhan.

De acordo com Kerzim, o homem mumificado, na verdade, está em uma "meditação muito profunda" e em um estado espiritual raro e muito especial conhecido como 'tukdam'.


 Barry Kerzin
Nos últimos 50 anos, acredita-se que ocorreram em torno de 40 casos semelhantes na Índia com monges tibetanos. "Eu tive o privilégio de cuidar de alguns meditadores que estavam em um estado tukdam”, disse Kerzin, de acordo com notícia divulgada pelo Siberian Times.


A especulação inicial é de que a múmia poderia ser um professor Lama, chamado Dashi-Dorzho Itigilov. Nascido em 1852, ele foi um Buryat Lama da tradição budista tibetana, sendo reconhecido pelo estado natural de seu corpo.







Fonte:http://www.jornalciencia.com/tecnologia/diversos/4674-tomografia-em-estatua-de-buda-revela-esqueleto-humano-em-estado-de-meditacao-e-intriga-cientistas

 http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/cientistas-encontram-mumia-de-mil-anos-dentro-de-estatua-de-buda

Nenhum comentário:

Postar um comentário