sábado, 8 de novembro de 2014

O FENÔMENO CHEMTRAIL







Você já parou para observar o céu hoje?

Quantas vezes os dias vão e vêm sem que você pare um instante para prestar atenção no céu?

Pois comece a prestar atenção…

Não será preciso olhar por muitos dias até que você se depare com o conhecido “chemtrail”. 

Como o próprio nome diz, “rastro químico”, na tradução do inglês para o português, os chemtrails são rastros químicos deixados na atmosfera por aviões. 

O termo chemtrail não se refere a formas comuns de pulverização aérea, tais como a de uso agrícola, a semeadura de nuvens ou o combate aéreo de incêndios. 








O termo refere-se especificamente a trilhas aéreas decorrentes do lançamento sistemático, em grande altitude, de substâncias químicas não encontradas nas trilhas de condensação, resultando no aparecimento de faixas não usuais no céu. 

A diferença mais perceptível entre um chemtrail e um rastro normal de um avião é a sua densidade e a duração em que fica suspenso no ar. Suspeita-se que seja expelido um produto químico que deixa um forte risco branco no céu que pode durar horas e horas.


Quando esses rastros químicos vão se alastrando no céu, devido ao vento, e a perder altitude, por vezes formam largas “nuvens cirrus” falsas. 

Dizem falsas, porque as nuvens cirrus verdadeiras só se formam acima dos 20 mil pés de altitude, consistem em cristais de gelo e precedem uma tempestade. As nuvens causadas por chemtrails estão muito mais baixas.








Cientistas, pesquisadores e milhares de pessoas, bem como programas informativos e jornalísticos internacionais têm falado e questionado este projeto particular. 

A verdade é que estes rastos químicos têm-se manifestado ultimamente de uma forma mais acentuada a nível internacional e, paralelamente, estamos assistindo a um agravamento de doenças psíquicas, problemas respiratórios, lapsos de memória, tonturas, dores reumáticas, bem como o aumento da síndrome de Alzheimer, Câncer, entre outras doenças, que segundo alguns pesquisadores, poderão estar associadas aos 'chemtrails' e poderão estar debilitando o nosso sistema imunológico.

A generalidade da população do planeta desconhece este problema que afeta a todos e a todos diz respeito!








Mas, afinal, qual seria o objetivo dessa pulverização de produtos químicos sobre as cidades, sobre a população? O número de teorias é grande. 

Mas, três hipóteses são as mais debatidas: controle da população, controle meteorológico e para encobrir algo que está no céu.


Muitos acreditam que os chemtrails têm como objetivo principal envenenar aos poucos a população do planeta e, assim, ter um controle populacional. 

O jornal Idaho Observer reportou a descoberta de 26 metais (incluindo bário, alumínio e urânio), uma variedade de agentes infecciosos, produtos químicos e medicamentos (inclusive sedativos) na precipitação de trilhas químicas.

Outros argumentam que se trata de um controle das atividades atmosféricas e que, através dos produtos químicos, é possível criar até mesmo catástrofes ambientais, como tempestades artificiais. 

Confirmando tal possibilidade, a própria China, em agosto de 2008, quando foram disputados os Jogos Olímpicos de Pequim, admitiu poder recorrer a uma técnica conhecida como “nucleação de nuvens”, que foi criada nos EUA na década de 40. 

A nucleação consiste em lançar ao céu iodeto de prata, substância catalisadora de chuva, e foi cogitada a sua utilização naquele evento, caso nuvens negras se aproximassem de Pequim nos dias de início e fim das Olimpíadas. Se fosse o caso, lançadores de foguete seriam disparados em terra para desencadear a chuva antes que chegasse ao Estádio Olímpico.

Por fim, existem aqueles que acreditam que os aviões estão “escondendo” o céu em uma cortina de fumaça para que a população não consiga ver a aproximação de algum planeta desconhecido ou fenômeno extraterrestre.








Oficialmente, a NASA, agência espacial norte-americana, nega a existência de chemtrails e classifica esses fenômenos como “vapores de água (contrails) persistentes”. 



As suspeitas são justificáveis? Qual das hipóteses está correta? Não podemos afirmar. 

Mas parece provável que as aeronaves em questão expelem produtos químicos desconhecidos que podem ter algum sintoma reverso tanto no meio ambiente quanto na saúde humana.


É fato conhecido, para quem acompanha diariamente este fenômeno, a influência no clima por rastos químicos deixados sistemática e regularmente por centenas de aviões-tanque, que afetam várias regiões do planeta.

Os Chemtrails (Rastros químicos) passaram de lendas urbanas, para pesquisas sérias e debates em mídia mundial pois realmente tem chamado a atenção. 








Não pela confusão com a condensação das turbinas mas sim, pelo fato de ser algo bem diferente e que, uma criança já pode distinguir como diferença. 

A Força Aérea nega qualquer envolvimento: “Não temos conhecimento sobre o assunto.”

Será que faz parte da Guerra climática? Ou quem sabe da Geoengenharia, projeto que produz nuvens químicas para deter os raios do sol evitando o aquecimento global? 

Na verdade ninguém tem certeza sobre o assunto. 

Mas é algo preocupante pois os rastros químicos são compostos de “Iodeto de prata” e “enxofre.”



Existe uma grande diferença entre Contrail e Chemtrail:

O que é um Contrail?
Abreviação de Condensation Trail (contrail) - Trilha Condensada.

Alguma vez você já olhou pro céu e viu, lá no alto, um avião desses comerciais soltando um rastro branco de vapor d'água à medida que cruza o céu?

Este fenômeno acontece pois em determinadas altitudes as quentes turbinas dos aviões fazem condensar partículas de água... Sendo assim, a trilha branca que vemos surgir devido à passagem do avião, nada mais é do que vapor de água condensado em cristais de gelo, o qual, rapidamente se dissipa à medida que o avião se distancia. 

Este fenômeno é bem comum e não representa ameaça.

O que é um Chemtrail?

Abreviação de Chemical Trail (ChemTrail) - Trilha Química.

O Chemtrail (trilha química), é um rastro branco deixado no céu, que a primeira vista, é muito semelhante ao Contrail. 

A situação é basicamente a mesma... O avião passa soltando um rastro branco, a diferença aqui é que, ao contrário das trilhas de Contrail, observa-se que ao invés da trilha de vapor rapidamente se dissipar, ela se torna persistente no céu. 







A partir da década de 80 estes aviões e suas trilhas suspeitas passaram a se tronar mais frequentes nos céus de todo o planeta.

Estamos tão acostumados com a presença deles que nem nos questionamos o que, afinal, estes aviões estão fazendo?

Observando essas trilhas químicas de forma isolada, não podemos visualizar o cenário geral. Uma única trilha, realmente não apresenta grande ameaça. Mas a coisa não funciona dessa forma... 

Segundo alguns pesquisadores, os aviões não trabalham de forma isolada e aleatória, são comboios enviados em missões militares para locais específicos, demarcados estrategicamente por equipes especializadas.

Chegando na área demarcada, iniciam uma operação de borrifamento organizado da atmosfera local. 

O resultado final é a criação de nuvens artificiais compostas por produtos químicos específicos. Estas nuvens, espalhadas aos milhares por todo o planeta, funcionam como um grande laboratório de manipulação global do clima e da atmosfera. 








A manipulação atmosférica para fins de guerra, conquista e poder é uma realidade. Estamos, sem saber, vivendo em um mundo de "guerras discretas", de guerras combinadas.

As consequências das alterações climáticas graves têm tido origem no agravamento de pluviosidade excessiva derivada da geo-engenharia climática com o auxílio de Chemtrails, ou de pulverizações por aerossol com químicos na atmosfera feita por aviões específicos para esse efeito. 

Diversos pesquisadores sustentam que as trilhas deixadas por aviões são realmente químicos ou agentes biológicos deliberadamente pulverizados em grandes altitudes para um propósito não revelado ao público, desenvolvido em programas clandestinos dirigidos por forças aliadas de primeiro mundo.







Órgãos oficiais têm recebido milhares de queixas de pessoas que exigem uma explicação. A existência de chemtrails tem sido repetidamente negada por agências governamentais e cientistas de todo o mundo, que dizem que as trilhas são normais contrails.


A Força Aérea dos Estados Unidos afirma que a teoria é um embuste "que tem sido investigado e refutado por muitas órgãos credenciados, organizações científicas e principais publicações da mídia".

O que para os ativistas da teoria seria mais um sinal de acobertamento, principalmente por parte da mídia corporativa e do governo.

O Departamento Britânico para o Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais afirmou que chemtrails "não são fenômenos reconhecidos cientificamente".

O Líder do governo da Câmara dos Comuns do Canadá declarou que "o termo chemtrails é uma expressão popular, e não há provas científicas para apoiar a sua existência.
   

Apesar das autoridades mundiais tentarem manter sigilo sobre tal operação, as pessoas estão finalmente acordando para essa situação. As informações tem surgido e circulado com mais intensidade nos últimos dois anos, possibilitando aos interessados, um quadro geral da situação.








A teoria da conspiração sobre a chemtrail sustenta que os rastros deixados por alguns aviões são na verdade trilhas químicas, deliberadamente pulverizados a grandes altitudes, com propósitos de controle do clima, causando danos à saúde da população.

Versões da teoria da conspiração da chemtrail circulam na Internet, e programas de rádio dizem que a atividade é dirigida por funcionários dos governos.  De fato, existem programas de controle climático como o HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program) que agora está sob jurisdição da agência Darpa, com fins militares.

Os adeptos dessa teoria especulam que as finalidades da liberação de produtos químicos poderiam ser: resfriamento por reflexão de radiação solar, controle climático e por fim, associado ao uso do Haarp, uma arma climática; e essas trilhas estariam causando doenças respiratórias e outros problemas de saúde.







As teorias são algumas, e apontam o dedo à Geo-Engenharia, uma indústria em rápido crescimento desenvolvida por cientistas, corporações e governos, cuja intenção poderá ser a modificação climática global - controle do tempo, sendo que a este projeto poderá também estar associado o projeto HAARP (o primeiro funcionaria como indutor e auxiliador do segundo projeto); ou, o objetivo poderá ser a alteração da composição química do solo e da água, condenando a agricultura orgânica (biológica) e as suas sementes à morte, para que empresas que detenham patentes sobre sementes (Ex:. Monsanto; tem sementes que até são resistentes ao alumínio) possam lucrar com, e dominar/controlar, a venda das suas sementes geneticamente modificadas, não restando alternativas a esta opção. 


Há duas décadas atrás até poderiam nos enganar, hoje, não mais. Neste vídeo abaixo um compilado de situações onde os rastros químicos são vistos, filmados e até debatidos na TV, em programas que especulam a ligação dos Chemtrails com a guerra climática.




Documentário: "O que estão pulverizando no mundo"





Fonte:http://verdademundial.com.br/fenomeno-em-todo-o-mundo-so-nao-enxerga-quem-nao-quer/
http://trilhaquimica.blogspot.com.br/
http://www.cienciasparalelas.com.br/chemtrail-o-que-e-isso/

4 comentários:

  1. Sem querer cair na armadilha "conspiracionista" eu ainda não formulei uma teoria sobre a finalidade dos Chemtails, no entanto me parece surreal que ninguém ainda tenha se pronunciado para explicar esse fenômeno. Já vi mais de uma vez esses rastros deixados por aviões, que permanecem por horas no céu, sem se dissipar.

    ResponderExcluir
  2. Acredito que os CHEMTRAILS sejam um subproduto da industria farmacêutica, para contaminar a população mundial com bário, alumínio e até urânio, e faturar com a cura.

    ResponderExcluir
  3. As trilhas estão se tornando permanentes não pelo fato de serem aerossóis aspergidos no céu, mas devido possivelmente a um outro fator ainda desconhecido, que altera a condição da atmosfera a nível electromagnético, ou físico-químico, propiciando a condensação permanente das trilhas dos aviões comerciais.

    ResponderExcluir
  4. Sério ou macabro e maquiavélico demais para comentar ...

    ResponderExcluir