quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Paul Hellyer Fala Sobre Alienígenas



Ex-ministro da Defesa canadense afirma que extraterrestres estão entre nós e dispostos a nos ajudar, se permitirmos.

Paul Hellyer esteve à frente do ministério da defesa canadense por 23 anos, durante três diferentes governos, e tornou-se mais recentemente a primeira pessoa a ocupar um alto cargo em uma nação do grupo G8 a falar abertamente sobre extraterrestres. 

De fato Hellyer afirma não somente que vida alienígena existe, como tem nos visitado ao longo da maior parte da existência humana.

Suas entrevistas, são sempre fascinantes e polêmicas e frequentemente o político retorna à cena com declarações ainda mais surpreendentes. 




Audiência Pública sobre a revelação dos Ufólogos (UFOs)

Paul Hellyer foi uma das várias pessoas que testemunhou no Citizen Hearing on Disclosure, em Washington, DC, que ocorreu em maio de 2013.  

Ele fez parte de um grupo de 40 pesquisadores internacionais e testemunhas - entre militares e cientistas - que testemunharam suas experiências extraterrestres diante de seis ex-membros do Congresso americano na audiência pública não governamental.

“UFOs são tão reais quanto os aviões voando sobre as nossas cabeças”. “Esta foi a minha declaração, o que me deu a chance de ser o primeiro líder de primeiro escalão no mundo a fazer esta declaração de uma maneira clara e inequívoca”, afirma Paul Hellyer.


Como parte de seu testemunho, Hellyer declarou que os “alienígenas estão vivendo entre nós e é provável que pelo menos duas espécies deles estejam trabalhando com o governo dos EUA“.  Mais especificamente, Hellyer anunciou que pelo menos quatro espécies têm estado visitando a Terra por milhares de anos.



Hellyer alertou: "Algo terrível irá acontecer se não formos mais inteligentes e mudarmos a maneira como vivemos". 



Segundo Hellyer, a humanidade precisa ter consciência de que existe vida extraterrestre. O ex-ministro afirma que, assim como as crianças estão preparadas para um dia descobrir que Papai Noel não existe, por exemplo, adultos devem ser considerados preparados para entender a nova realidade em que a humanidade vive, num cosmos compartilhado com outras espécies.

Ele ainda afirmou que cerca de 80 diferentes espécies alienígenas visitam a Terra, desde os pequenos grays ou cinzentos, o tipo alfa na classificação da Ufologia Brasileira, até os altos, nórdicos e de pele clara, quase idênticos aos terrestres, chamados de tipo beta na classificação nacional.


TRABALHANDO COM O GOVERNO NORTE-AMERICANO

Hellyer afirma que esses nórdicos têm trabalhado com o governo norte-americano, mais especificamente com a Força Aérea (USAF) no estado de Nevada, possivelmente a Área 51. 




O ex-ministro diz que, apesar de duas espécies parecerem hostis, a maioria é benevolente, contudo estão presas às suas próprias leis. Segundo Hellyer: "Eles têm regras de não interferência em nossos assuntos a menos que sejam convidados e essa é uma das razões de não termos visto mais deles até recentemente". Afirma ainda que investigações militares apontam fortes evidências de que pelos menos quatro desses povos têm visitado a Terra ao longo de boa parte da história humana.

De acordo com Paul Hellyer, existe cooperação entre os visitantes alienígenas e os governos.

Paul Hellyer diz que tais visitas se tornaram mais frequentes após a descoberta da energia nuclear: "A história dos UFOs já é antiga, com muita atividade nas últimas décadas desde a invenção da bomba atômica e eles estão preocupados que a usemos novamente. O Cosmos é uma unidade e os efeitos cairiam não somente sobre nós, mas sobre outros no Universo. Eles estão preocupados que sejamos estúpidos e utilizemos armas nucleares, o que seria ruim para nós e para eles".

VISITANTES DESEJAM AUXILIAR A HUMANIDADE

Os alienígenas aceitam que os humanos tenham o direito de administrar seu planeta, mas estão preocupados com nossas ações, segundo Hellyer: "Passamos muito tempo lutando entre nós, gastando dinheiro em armas e não em alimentar os pobres e ajudar os desabrigados e doentes, poluímos nossas águas e o ar, e brincamos com armas exóticas como as nucleares. E eles não gostam disso".

Hellyer alega que os OVNIs têm sido abatidos por ações militares e que a tecnologia alienígena tem sido agregada pelos humanos.  




Ele afirma que os extraterrestres poderiam dividir suas tecnologias com os humanos, mas temem que usemos esse conhecimento na indústria militar: "Seres de outros planetas sempre tentaram nos ajudar, e o ser humano interpretou como ameaça. Eles estão muito adiantados em relação a nós e poderíamos aprender muito com eles. Criamos muitas coisas com suas tecnologias, como luzes led, microchips, coletes de kevlar e poderíamos conseguir muito mais, especialmente nos campos da medicina e agricultura, se o fizéssemos pacificamente".


"Desde o início despachamos aviões para tentar abatê-los, mas sua tecnologia sempre foi superior o suficiente ao ponto de que não sermos capazes de fazê-lo; certamente não por algum tempo.  Durante aquele período eles poderiam ter nos invadido sem qualquer problema se quisessem.  



Assim, eu penso que ao invés de desenvolvermos nosso próprio projeto de ‘Guerra nas Estrelas’ para nos protegermos deles, nós deveríamos trabalhar com as espécies benignas, as quais são a vasta maioria deles, e contaríamos amplamente com eles, é claro, e cooperaríamos, contribuindo ao mesmo tempo.  

Eu não acho que há qualquer propósito em desenvolvermos uma força galáctica que nos levaria à tentação de prosseguirmos sozinhos e acabarmos no prejuízo, o que é algo que alguns deles se preocupam sobre nós".

E ele não é a única pessoa fazendo essas alegações.




O ex-Senador dos EUA e candidato presidencial de 2008, Mike Grave (D-Alaska), diz que há “uma influência extraterrestre que está investigando o nosso planeta.  Algo está monitorando o planeta e está monitorando muito cuidadosamente“.  

Um número de astronautas, professores, militares de alto escalão e políticos já vem afirmando o mesmo, por todos esses anos. 

Documentos oficiais liberados por agências, governos e através do ato de liberdade de informação, estão disponíveis para o domínio público e reiteram o que está sendo dito por estas pessoas.


A questão dos OVNIs é complexa e bifurca em diferentes áreas, tais como a ciência, história, política, consciência e muitas mais.  É sem dúvida um dos tópicos mais importantes que a civilização humana já encarou.

Não há dúvidas de que os seres humanos foram programados com o temor, no que diz respeito a este tópico, e há uma boa possibilidade de que isso tenha sido feito de propósito.

Chegou a hora de deixar este medo de lado, pois há uma comunidade galáctica lá fora, borbulhando com vida.

Nosso planeta e os seres nele contidos estão atualmente passando por uma mudança.  Estamos começando a ver através da cortina que cega as massas sobre todos os aspectos da vida.  

Nossa saúde, alimentação, energia e instituições financeiras são muito mais transparentes, e as pessoas da Terra estão pedindo por mudança.  Estamos reconhecendo aquilo que precisa ser mudado.  

Somos os que não concordam com este sistema atual e somos aqueles que possuem um potencial tremendo para criar algo novo.  Talvez alguns grupos de extraterrestres estejam vigiando para ver se podemos fazê-lo.  E talvez alguns não estejam.



“Há evidências abundantes de que estamos sendo contactados; que civilizações têm estado nos visitando por um longo tempo.  Que sua aparência é bizarra a partir de qualquer ponto de vista materialista ocidental.  Que estes visitantes usam a tecnologia da consciência…” - Dr. Brian O’leary, ex-astronauta da NASA e Professor de Física da Princeton.

“Sim, houve acidentes de naves e corpos foram resgatados. Não estamos sós no Universo; eles têm vindo aqui já por muito tempo” – Astronauta da Apollo 14

“Décadas atrás, visitantes de outros planetas nos alertaram sobre a direção que estamos indo e ofereceram ajuda.  Ao invés disso, alguns de nós interpretaram suas visitas como uma ameaça, e decidiram atirar primeiro e perguntar depois. 

É um fato irônico que os EUA lutam em guerras monstruosamente caras, alegadamente para trazer democracia para aqueles países, quando ele mesmo não pode mais alegar de ser chamado de democracia, quando trilhões, e eu quero dizer milhares de bilhões de dólares, têm sido gastos em projetos negros, os quais tanto o Congresso quanto o Comandante em Chefe têm mantido deliberadamente no escuro.” – Paul Hellyer



Hellyer termina suas surpreendentes declarações com o seguinte: "Acredito que muitas pessoas estão mais interessadas na tecnologia militar e acho isso errado. Essa é uma das coisas que precisamos mudar, porque precisamos trabalhar juntos, todos nós, todas as nações do planeta.  O fato de que outras espécies são mais avançadas do que nós pode nos exigir humildade, mas pode ser um passo importante para a nossa sobrevivência".

"Temos de nos comprometer a viver em paz com nossos vizinhos, aqui na Terra, tanto quanto com nossos “vizinhos celestiais”. 

Temos de nos tornar Seres Espirituais e viver de acordo com a Regra de Ouro” (Fazer aos outros aquilo que queremos que seja feito por/para nós). 






4 comentários:

  1. Está muito agradável aqui , parabéns !! a matéria completíssima, showwww !!!

    ResponderExcluir
  2. ótimo........ caminhando para o esclarecimento mundial.... "amor ao próximo"

    ResponderExcluir
  3. Curti o post. Parabéns pelo documentário. Abraço de luz.

    ResponderExcluir
  4. Curti o post. Parabéns pelo documentário. Abraço de luz.

    ResponderExcluir