quarta-feira, 11 de maio de 2016

MOOJI - O SILÊNCIO DE SER



"Por um momento, deixa tudo e mergulha em ti próprio"

Presta atenção a este momento unicamente,
que não é meramente um momento temporal, mas de presença.
Não importa se alguns pensamentos, atividades surgir... está tudo bem.
Não coloques nenhuma energia, afim de ter controle 
Quer para atrair ou afastar...



Deixa tudo como está
Estás aqui simplesmente
Pensamentos que vem e vão, são só isso: Pensamentos!
Tu não precisas deles
Estás simplesmente aqui...
Não há necessidade de fazer o que quer que seja.
Não existe tal coisa, de tentar está consciente
Por que até essa tentativa, surge  na própria consciência



Tu es essa consciência!!
Não há nada para mudar... a consertar... a curar... a levar... a manter...
Observe isto... 
Não há necessidade de avaliar ou resumir como se sentis.
É irrelevante...
Estás simplesmente aqui...
E esse sentimento de estar aqui, não é um local geográfico,
Estar aqui só pode ser presença
Indivisa
Sem esforço...
Não é imaginação tua
Não é invenção



Observa simplesmente
Não há nada a reter
O que quer que os pensamentos possam sugerir, não te preocupes
Agora não... sem preferencias, sem posturas,
Estás aqui, sem estar a espera, sem esperar o depois,
Pensamentos como "sentir-se bem ou mal", não te interessam  agora, nem aqui,
Permanece unicamente no teu ser, sem fazer associações,
Não há qualquer esforço a fazer
EU SOU ... simplesmente
Sente, experimenta a totalidade...
A sensação natural de totalidade, de completude, está aqui por sí só, que não pertence a ninguém.
Não há um  "tu" que vive a vida...



Tu és a vida e a consciência da vida!!
Não precisas estar preparado para SER, tu ÉS!!
Só há consciência aqui e o corpo é presença, também na consciência e a consciência é presença também no corpo.
Não há "inícios",  nem "conclusões", nem princípio e fins, significados...
Só o movimento que se desenrola na consciência...



Nada te perturba.
Observa como o "ser" é sem esforço, não é preciso tentar "ser", esses pensamentos são muito, muito longe de ti.
Tu não chão chegaste e não te podes ir embora.
Estás aqui simplesmente...
A tua atenção pode surgir e voltar, mas tu não. 
Este é o teu silêncio natural, não há esforço para ser o silêncio.
Há unicamente o silêncio de SER...
Não estás imaginando ou criando, portanto não há esforço!
Que praticas, que religiões precisas para Seres com És agora?
Isto por sí só é  tua própria benção, tu estás além do esforço...
Intenções, expectativas, não existem aqui para ti...
E vais observar que quando abres os olhos, interiormente não haverá diferença.
Fica ciente disso...  tu não crias nem imaginas...
Tu és um com o teu SER natural



Alegria natural, espaço, tranquilidade...
Não permitas a mente sugerir qualquer esforço com relação a isto, pois tu estás na experiencia imediata do sabor do teu próprio ser.
Nada mais é preciso, a mente não pode te ajudar aqui.
És tu quem irá ajudar a mente a ficar silenciosa,
Sem esforço, mas permanecendo UM com teu ser, sem te distraíres.
Então a mente pode apreciar também esta PAZ!!

Vídeo: Margarida Maria Antunes·








Nenhum comentário:

Postar um comentário