quinta-feira, 28 de novembro de 2013

RECOMENDAMOS: LIVRO CORAGEM PARA EVOLUIR

CORAGEM PARA EVOLUIR - Luciano Vicenzi

Livro: Coragem Para Evoluir
Autor:Luciano Vicenzi
Editora:EDITARES 

Nosso presente-futuro será construído a partir dos nosso próprios esforços. Entretanto, a falta de coragem para assumir as rédeas da evolução faz a maioria preferir sonhar com um acontecimento favorável do destino para mudar sua vida.

A estagnação evolutiva de uma consciência começa quando suas posturas e comportamentos se tornam excessivamente rígidos para enfrentar os desafios da mudança.


A coragem de desafiar paradigmas em busca de soluções mais abrangentes, quando assentada no raciocínio aberto e lógico, é a essência do espírito cientifico. Sem inteligência e coragem não há desrepressão.

Este livro, voltado tanto para o público leigo quanto para os pesquisadores, trata da coragem evolutiva. O autor faz uma análise dos fatores humanos e extrafísicos que influenciam na tomada de decisões pessoais.



Com uma abordagem acessível, mostra que as rédeas de nosso destino estão em nossas mãos, com coragem e consciência, alcançaremos um novo patamar evolutivo.


Você acredita em espíritos? O autor propõe que você deixe de acreditar e passe a experimentar por si mesmo a realidade espiritual. Não se limite a crer na existência do mundo espiritual. Experimente a espiritualidade diretamente sem intermediários mediúnicos.

Você é espírita kardecista ou espiritualista e mesmo assim tem medo de desenvolver suas habilidades espirituais adormecidas? O livro Coragem para evoluir fala sobre a questão dos medos infundados e das repressões religiosas que tendem a bloquear o individuo espiritualmente.


Diferente de outras obras o autor desse livro grátis não endossa nenhum misticismo. Seja você quem for poderá tirar algum proveito desta leitura espiritualista. Importante para quem quer aprofundar o próprio auto-conhecimento e desenvolver a coragem necessária para ampliar a própria vivência espiritual.

Evoluir exige constantes decisões e posicionamentos pessoais e optar por alguma coisa muitas vezes significa a renúncia de outra. 


Luciano Vicenzi mostra que a vontade para sustentar essas decisões evolutivas é a coragem consciencial.
No texto claro e coerente, com excelente embasamento teórico e enfoque prático, o autor apresenta os conceitos básicos para qualquer pessoa interessada em catalisar a própria evolução pessoal através da coragem consciencial.

A partir da abrangência do paradigma consciencial são apresentadas valiosas informações para a identificação dos fatores intervenientes na manifestação pessoal, tanto aqueles relativos ao ambiente físico, quanto aqueles relacionados às bioenergias e às consciências extrafísicas.

Para auxiliar aos interessados na autossuperacão e na conquista da coragem evolutiva, analisa minuciosamente diferentes atitudes estagnadoras da autoevolução, por exemplo, a falta de senso crítico, a passividade, a busca de ganhos secundários e o descomprometimento evolutivo.

O autor nos mostra que a coragem para evoluir é a coragem consciencial, exercida pela pessoa que já dominada razoavelmente as próprias emoções, pauta as atitudes pessoais na lógica e no discernimento do melhor para todos.
“A evolução consciente corajosa é um convite irrecusável para promover viradas de rumo, correções de rota e ajustes evolutivos…”



"Pesquisar e escrever sobre a consciência, a alma, o espírito ou a essência de cada um de nós —, em movimento de evolução, mostra-se um aprendizado incomparável. É, antes de tudo, uma imersão na própria intimidade, uma viagem dentro do microuniverso individual em busca de pistas para me-lhor identificar o rumo de nossas manifestações. Este livro é resultado de uma autopesquisa que me permitiu compreender melhor as dificuldades encontradas no meu desenvolvi-mento pessoal, e me colocar de modo mais incisivo na trilha provável da tarefa que vim executar nesta existência humana, minha  programação existencial". Vicenzi



Entrevista com Luciano Vicenzi - autor do livro "Coragem para Evoluir"

O que motivou sua pesquisa a respeito da coragem ?

Quando comecei a perceber grande influência do meio em que vivemos exercida sobre minhas escolhas e as escolhas das pessoas. Há uma imagem que se cria de acordo com os moldes sociais que não corresponde à realidade da consciência. Com isso, o fator coragem torna-se fundamental para a reconquista da nossa liberdade de manifestação rumo a realização da programação existencial.

Quais as pessoas podem ser beneficiar deste estudo ?

todas as pessoas que percebem a pressão e a influência do meio sobre suas escolhas e que estão buscando canalizar suas energias para objetivos mais produtivos quanto à sua evolutividade. É preciso coragem para admitir-se livre e mais importante ainda é aplicar o discernimento nessa coragem, para obter resultados evolutivos mais satisfatórios.



O que pode ser feito para a superação do quadro da falta da coragem ?

A autopesquisa é essencial para descobrir quais os tipos de perdas lhe causam mais medo e trabalhar num processo de reeducação pessoal. O problema maior do medo é quando ele se torna grande o suficiente para comprometer nossas ações pró-evolutivas. Nesse ponto caracteriza-se a covardia. Por isso, conhecer-se e conhecer os fatores que interferem na sua segurança pessoal é importante. Somente quando identificamos esses fatores adquirimos lucidez suficiente para discernir sobre o que é melhor para o nosso autodesenvolvimento.

Como é possível caracterizar a evolução da pessoa que tem a coragem sadia daquela que sofre de falta de coragem ?


Quando prepondera na pessoa o uso da coragem sadia, apresenta-se um ritmo de renovação pessoal mais dinâmico e coerente ao longo do tempo. Não se passa tanto por altos e baixos pois a pessoa sente-se motivada com suas conquistas. As crises de crescimento são mais positivas, pois desdramatizam-se os problemas e coloca-se o foco de ação prioritariamente nas soluções. Assim, desenvolve-se a criatividade e a conexão com os amparadores extrafísicos interessados na questão.
Quando a coragem não é sadia apresentam-se dois extremos : no primeiro, a pessoa apresenta ações intempestivas e de baixa qualidade evolutiva. É a coragem burra, mal direcionada e que não raro cria interprisões para consciência. No segundo ponto extremo, a pessoa sofre com suas realizações inexpressivas, comprometendo a autoconfiança e ficando sujeita aos direcionamento dos outros. Nessa vida, se não pensarmos, alguém faz isso por nós. Não raro, transita-se de um extremo ao outro, vivendo constantes altos e baixos na motivação pessoal.

Como diferenciar a coragem daquelas pessoas que procuram esportes radicais ou atividade de busca de adrenalina, daquelas que buscam sair do "ponto morto" em atividades sadias ?

Nos esportes radicais, a pessoa comporta-se como um suicida em potencial e tem que arcar com as consequências de seus atos. Estes esportistas tentam preencher seu vazio existencial apenas com adrenalina, sem maior lucidez quanto a evolução pessoal. Já a pessoa que tem a ousadia e a coragem sadia, é utilizado o autodiscernimento para priorizar o aprendizado, o amadurecimento pessoal e grupal e as ações construtivas. essas ações apresentam repercussões positivas, tornando a pessoa mais segura e serne quanto aos seus desafios.





O Senhor vê alguma relação entre o uso da coragem e a qualidade das prioridades escolhidas ?

A relação é direta. Os maiores desafios são aqueles em que a pessoa passa pelo processo de auto-enfrentamento em busca da superação dos próprios limites, sob a ótica da reciclagem intraconsciencial. A coragem mentalsomática (inteligente) é a conciliação da coragem com o discernimento , a base das escolhas lúcidas e do maior aproveitamento da vida humana.

Qual a técnica ou procedimento que a pessoa pode aplicar ou ter em mente sempre para superar a dificuldade de enfrentar os desafios necessários ?

A técnica é a pessoa identificar quais seus valores principais , o que ela terá de abrir mão com sua decisão. Toda decisão implica numa ruptura com um estado de coisas e uma conciliação com uma nova condição. Ela deve procurar ter clareza sobre as variáveis em jogo e correlacionar com os seus objetivos existenciais.







Luciano Vicenzi nasceu em Recife (PE). Mestre em Estratégia e Análise Organizacional pela UFPR, MBA em Gestão Estratégica de Pessoas pela FGV, empresário. Pesquisador da Consciencia desde 1990, voluntário do IIPC desde 1993 e professor-conferencista desde 1994, reside hoje em Foz do Iguaçu/PR.






(entrevista realizada pela equipe IIPC/ Editares - na época do lançamento da 1a Edição)



video - Consciência Lúcida


Nenhum comentário:

Postar um comentário