domingo, 27 de outubro de 2013

LUZES DE MUNDO - JOVENS MENSAGEIROS


Muito temos ouvido nos últimos anos, sobre as Crianças ìndigo, Crianças Estrelas, Crianças Psíquicas e, mais recentemente, Crianças Cristal.
Independentemente da aceitação ou negação dessas categorias, a maioria de nós está de acordo em que, a atual geração de crianças é muito diferente das suas predecessoras.

Não acreditamos em rotular qualquer pessoa ou em colocar mais ou menos importância em alguém ou alguma coisa. A consciência de nosso planeta está mudando e, portanto, as almas que foram escolhidas para aqui vir, têm todas uma consciência mais elevada, chamem-nas de ìndigo ou de outra forma, eles são os MENSAGEIROS DAS ESTRELAS com o propósito de vida de elevar a consciência de uma maneira ou de outra .

As crianças índigos são seres especiais que vieram somar forças e conhecimentos em prol do crescimento do nosso planeta. Como todas as crianças, precisam de amor, compreensão e respeito.

Essas crianças possuem características peculiares. Desde cedo demonstram-se conscientes de que pertencem a uma geração especial, têm alto nível de inteligência e chegaram para provocar mudanças e revisão de crenças e valores. Os índigos costumam ser gentis e possuem um novo estado de consciência, um sistema imunológico fortalecido, telepatia, capacidade para prever o futuro, reconhecer seres etéreos, são intuitivos e possuem dom de cura. 

A evolução cristal
Segundo os estudiosos do tema, essas crianças são um subgrupo dentro do grande grupo evolutivo chamado índigos ou Y. São aquelas que possuem espiritualidade ainda maior que os índigos. Sempre que se faz necessário mudar, estão à frente aqueles que vão abrir caminhos para que isso aconteça. É o caso dos índigos: abrir caminhos para os cristais.
As crianças cristais possuem muitas das características dos índigos e outras bem específicas, tais como: hipersensibilidade, telepatia acentuada, e uma energia ainda mais sutil. De acordo com os estudiosos, elas teriam o poder de transformar um ambiente apenas com sua presença e com sua aura amorosa e generosa. 
Atrairiam as pessoas e as crianças, inclusive, como se fossem um imã, pois todos querem estar perto delas. As cristais seriam realmente “transparentes e falariam a linguagem da alma”, por isso a dificuldade de dizer não a elas ou mesmo ficar bravo. 

Outra característica apontada é o olhar no fundo dos olhos e a seriedade iniciais, pois elas estariam lendo a energia, a alma da pessoa, o que poderia causar uma reação forte. 

Segue alguns exemplos desses pequenos mensageiros de luz.





Boriska
Boris Kipriyanovich, ou Boriska, hoje  um adolescente, há anos vem aparecendo em jornais, revistas e documentários do mundo inteiro! Ele é considerado um dos mais destacados seres humanos de uma nova geração  já amplamente conhecida como Criança Índigo, dotados de faculdades especiais, como um alto grau de inteligência e surpreendentes conhecimentos sobre o Universo, extraterrestres, o passado arcaico da Terra, mistérios da antiguidade e futuro do planeta.

O garoto nasceu na cidade russa de Volzhskii, em um hospital público de um subúrbio, no dia 11 de Janeiro de 1996. Sua mãe é dermatologista e trabalha em uma clínica pública. Seu pai é funcionário publico aposentado.
A mãe de Boriska relata que seu parto foi muito rápido, e que praticamente não sentiu dores. Ela diz que 15 dias após Boriska nascer, ele já podia manter a cabeça ereta. Aos 4 meses, pronunciou a primeira palavra: baba (papai). Com 7 meses, ele conseguiu formar sua primeira frase:  “eu quero um prego”, após ver um prego encravado na parede. Com um ano e cinco meses, o bebê já conseguia ler jornais, e com dois anos começou a pintar.
Seus pais, gentis, educados e hospitaleiros, ficavam preocupados com os fascinantes talentos do filho. Eles temiam que Boriska tivesse dificuldades de convívio social ao se tornar um adulto. 

No jardim de infância, os professores perceberam que ele era diferente: aprendia tudo rapidamente e tinha uma memória extraordinária. Mais ainda, Boriska mostrava conhecimentos que não eram adquiridos na escola, sobre outros mundos, planetas desconhecidos. Nessa época, os pais levaram o menino em um centro de puericultura, e os professores ficaram impressionados com a capacidade intelectual do menino, que com pouco mais de dois anos já falava em sistemas planetários, vida fora da Terra, coisas sobre astronomia – algo praticamente inconcebível para uma criança de dois anos.

Quando já era criança, Boriska dizia que em uma encarnação anterior teria habitado o planeta Marte. Uma catástrofe teria destruído sua atmosfera, e hoje ainda restam alguns seres que vivem em cidades subterrâneas do planeta, e a taxa de natalidade no planeta vem aumentado a cada ano. 

O garoto disse ainda que quando viveu em Marte teria vindo muitas vezes a Terra, no tempo dos lemurianos, e que o continente de Lemúria teria sido destruído por uma catástrofe, sendo engolido pelo mar. 

Sua mãe conta: “Muitas vezes ele se sentava em posição de lótus e começava a falar detalhadamente sobre o planeta Marte, sistemas planetários e outras civilizações”. 

Aos 8 anos surpreendeu uma platéia de cientistas e intelectuais num evento, falando sobre a estrutura da Via Láctea. Um detalhe: referia-se às constelações usando seus nomes em latim. 

O garoto inclusive fez algumas previsões, dizendo que será descoberta uma outra esfinge, e que lá se encontra um novo conhecimento, que segundo ele deve mudar muitas coisas na Terra. De acordo com Boriska, a Esfinge possui um mecanismo atrás da orelha, que a faz abrir.

“As pessoas não vão encontrar os conhecimentos antigos embaixo da Grande Pirâmide de Quéops [Egito]. Esse conhecimento está oculto no subterrâneo de uma outra pirâmide que ainda não foi descoberta. A Humanidade vai se surpreender e até mudar quando conseguirem abrir a Esfinge; há um mecanismo de abertura em algum lugar atrás de uma orelha, não me lembro exatamente onde”.
"A Esfinge continua em Silêncio para aqueles que não sabem (ou não querem) ouvir a voz interior. Ela fala por si mesma. Cabe a cada um preparar-se para ouvi-la"

Os cientistas que entrevistaram Boris perguntaram o porque do surgimento de tantas crianças com inteligência acima da média. O garoto respondeu que decorre das mudanças que acontecerão em breve no planeta, situando-as em 2009 e 2013.

Com seus conhecimentos, essas crianças vão ajudar os povos espalhados por toda a Terra a passar pelo período de transição. Lembrou que essas modificações já ocorreram em Marte e não foi tudo destruído como pensamos. Muitas pessoas sobreviveram e recomeçaram suas vidas, apesar das mudanças nos continentes e também na composição da atmosfera.

Esses ciclos periódicos de transformações bruscas, pelos quais passam os planetas, fazem parte de reajustes cármicos de seus habitantes e da renovação natural. São regidos, portanto, por forças universais que propiciam a evolução e o aprimoramento das essências das criaturas e da própria Criação Divina.

Ressaltou ainda que, nos períodos de transição, é fundamental manter a esperança no futuro e a crença na sobrevivência da alma.

"As pessoas precisam ser boas". - Boriska


vídeo - Reginaldo Cobain
    




Flavio M. Cabobianco

Quando Flavio tinha 3 anos, fez o desenho de um sol dentro de uma casa.

Seria este o primeiro de muitos outros que se seguiram até os seus 10 anos de idade. Na época, mesmo com poucos recursos verbais, explicava aos pais que os desenhos retratavam o local onde ele estava antes de vir à Terra.

Aos 8 anos, Flávio explica sobre o desenho:

- “Eu estou começando a desenvolver o meu Eu. O sol representa Deus e a minha Alma. A casa representa a Terra é o meu Eu. Quando eu fiz esses desenhos, eu era muito jovem e sabia algumas palavras. O sol não é físico, mas é o Sol Espiritual. Antes de vir para a Terra, eu estava nessa Fonte de Luz e foi dela que parti para entrar no plano físico.“.


E 1991, os desenhos e as explicações de Flávio, então com 10 anos, transformou-se num livro: “Eu venho do Sol“, a partir da compilação dos desenhos e anotações dos seus pais, por Hilde Ama Brostrom em Zuccoli.

Para o livro, Flavio acrescentou comentários para os desenhos e fez novos diagramas que facilitaram a compreensão dos temas que ele desenhou, tais como: a formação da matéria, a missão de encarnar, caminhos das Almas, a energia dos planetas e do Universo, o espaço-tempo, etc.

Trechos do Prefácio - Tradução de Tânia Resende

"Todos nós viemos do Sol. Todos viemos de uma mesma Essência.

Novas crianças estão nascendo. Uma criança pequena sabe que ela é parte de uma Totalidade.

As novas crianças são humanos diferentes, mesmo que não pareça. Eu sou um deles, um dos primeiros.

Nos educam para esquecermos que somos criadores: co-criamos o que chamamos de realidade. A vida é tão mágica, viver é um ato criativo.

Eu venho explicar que aquilo que não se vê, aquilo que alguns sentem mas não conseguem explicar. Há muitos como eu, somos missionários e viemos para ajudar nesta mudança da humanidade.

Está acontecendo uma transformação, estamos passando a outro nível.

Este planeta é muito difícil para quem vem de outros mundos mais sutis. Nossos pais são especiais, porque nos deixaram fluir e por isto podemos recordar.

A conexão espiritual está mais aberta. Todas as crianças podem agora permanecer conectadas à sua Essência."

...A visão interior é “olhar” para dentro do Núcleo do Ser e ver o Núcleo de outros seres. Crianças estão sendo levadas a praticar apenas o ponto de vista cotidiano. Isto limita o uso de suas ondas mentais e aprendem a se concentrar no plano físico. É como usar apenas uma pequena parte de um computador.

Uma vez programadas desta maneira, crianças ficam confusas, pois fica difícil abrir-se depois. Há que ter muita paciência para reabrir a conexão espiritual.

A maioria dos seres humanos vivem suas vidas inteiras alheios ao Todo.

A ideia de uma Unidade Superior se mantem enquanto somos bebês e, às vezes, se recupera pouco antes de sua morte.

Adultos buscam a felicidade externa porque perderam a felicidade interna. Eles sofrem com os seus desejos e também com a dependência a outros seres humanos.

A nova criança sabe que é parte do Todo. Se você quer ensinar-lhe a ideia do “meu”, vai deixá-la confusa, pois a criança vai achar que tudo é dela.


Deve-se deixar que a criança compartilhe." - Flavio, aos 8 anos


vídeo -Vir Riccio - Para tradução, ativar legenda!





Matias de Stefano

"Meu nome é Matías Gustavo de Stefano. Nasci em agosto de 1987, em Venado Tuerto, Argentina. Sou uma destas tantas crianças novas que tem nascido desde 1987 adiante para trazer e ancorar a nova consciência, sou uma dessas crianças, adolescentes e adultos denominados comumente como ‘raros’, fracassados escolares, desertores sociais, ou “índigo”.

Sou um dos tantos trabalhadores, organizadores e guias deste começo de Era, desta transição que todos estamos vivendo. E é por este trabalho diante desta mudança que decidi realizar este espaço dentro da internet, na qual posso expressar quem sou, quem somos, o que fazemos, e contar um pouco sobre o que eu vim fazer, como tem afetado a minha vida humana este trabalho, com a intenção de ajudar aqueles que estão no caminho de despertar seus potenciais, assim como eu estou fazendo.

Como meu trabalho é guiar as almas que não estão centradas ainda na terra, meus “guias” e eu temos determinado que tudo quanto faça eu sobre a terra,   deve estar relacionado com a educação, e é por isso que decidi estudar Psicopedagogia. Não obstante isso, meus estudos iniciados na Universidade Nacional de Rio Cuarto, Córdoba, Argentina, durante o ano de 2007, não puderam ser concretizados justamente por minha condição de índigo; não conseguia adaptar-me ao sistema e me era intolerável a maneira de sua educação arcaica para as novas e futuras gerações.

Hoje em dia, estou me dedicando a trabalhar com as energias, preparando e ajudando a todos os humanos que possa, para enfrentar a Nova Era, organizando seus corpos físico, emocional e etérico  a partir do trabalho com seu corpo energético.


Neste espaço, espero poder plasmar tudo aquilo que me tem sido representado desde pequeno, com a intenção de mostrar que a vibração índigo e as tantas outras que estão entrando neste mundo, estamos cada vez mais presentes na sociedade. Convido vocês a percorrer minhas memórias, e a recordar as suas, e assim poder saber para que estamos trabalhando nesta vida , na qual decidimos nascer."



Seu livro "Vivir En La Tierra - Guia Practica" (Viver na Terra - Guia Prático) tornou-se um fenômeno no mundo inteiro.


video- PAULO DE AZAMBUJA RODRIGUES







Emmanuel Dagher

Quando Emmanuel tinha dois anos, sua mãe o ouviu dizer algo que a pegou desprevenida. "O amor é tudo que existe", Sussurrou tranquilamente em sua vozinha tímida. Sem ter noção de onde ele poderia ter ouvido tal afirmação, a mãe de Emmanuel pediu-lhe para repetir novamente para ter certeza que ouviu corretamente. Depois de fazê-lo repetir várias vezes a mesma afirmação, a mãe de Emmanuel finalmente reconheceu que algo mágico estava surgindo, e sentiu em seu coração que um dia aquele pequeno menino iria se revelar ao mundo.  

Emmanuel passou toda infância  proferindo frases adultas e reflexivas, sempre enfatizando o amor e as mudanças que o planeta sofreria.

Atualmente Emmanuel atua como um instrutor de Crescimento Pessoal, especialista em Transformação Intuitiva e Humanitária,  onde prioriza ser usado como um instrumento do Amor Divino. 

Emmanuel tem auxiliado enumeras transformações extraordinárias - físicas, mentais, emocionais e espirituais. O resultado da "terapia" com Emmanuel geralmente resulta em maior amor, liberdade pessoal, consciência mais elevada, e uma sensação geral de bem-estar. 

Emmanuel dedicou sua vida a servir a humanidade, e tem empregado seus dons e habilidades para que cada cliente que ele auxilia se sinta completamente acolhido, amado e transformado.

Com formação em Psicologia Espiritual e vários certificados em avançadas Terapias Holísticas e Curas Alternativas Emmanuel é um dos mais conceituados terapeutas do mundo. Trabalha com pessoas de todas as origens desde mães, crianças, diplomatas mundiais, á grandes empresas. Alguns dos maiores especialista em cura recorrem frequentemente à Emmanuel pedindo orientação.

"A Nova Terra não se trata de uma Utopia futura, ela já está aqui agora. Muitos entram e saem da Nova Terra diariamente, estejam conscientes disto ou não. Para estar mais na Nova Terra, temos que simplesmente estarmos aqui agora. Parece um conceito fácil, entretanto, nos acostumamos tanto com múltiplas tarefas, com a integração dos telefones celulares, computadores e outras tecnologias em nossas vidas cotidianas que a mente algumas vezes tem dificuldade de relaxar o suficiente para estar presente. Com um pouco de dedicação para silenciar a mente a cada dia, podemos rapidamente voltar ao momento presente. Há muitos processos maravilhosos que podem nos ajudar a fazer exatamente isto. Ao incorporarmos coisas como meditação, respiração intencional, sermos úteis aos outros, liberarmos e perdoarmos o passado, a bondade incondicional, caminhadas tranquilas  a conexão com a natureza, preces afirmativas e a gratidão em nossa rotina diária, podemos gentilmente nos alinhar novamente com o momento presente e a Nova Terra.


A Nova Terra está ao nosso redor. Podemos encontrá-la no sorriso de um bebê, em um pôr-do-sol radiante, em uma sábia árvore de carvalho, em um almoço com um bom amigo, em nós mesmos e nos outros. Quanto mais rapidamente compreendermos que a Nova Terra não se trata de um destino para o qual nos dirigimos, mas sim de um estado de ser, mais breve ela se tornará uma experiência muito real para a humanidade como um todo." - Emmanuel Dagher


Vídeo - LiveLifeWellNow - Para tradução, ativar legenda!






"Como todos nós evoluímos para melhor conclusão de nossas missões espirituais, serão completamente automatizados os meios tecnológicos de sobrevivência, permitindo que o ser humano focalize sua atenção nos eventos de sincronicidade que contribuem para o seu crescimento pessoal e coletivo. Tal crescimento permitirá que o ser humano ingresse em estados de consciência mais elevados, transformando, inclusive, a densidade do seu corpo, que passará a ser cada vez mais sutil e se unirá a uma dimensão de existência pós-vida, colocando um fim ao ciclo sucessivo de nascimento e morte.” (James Redfield, no livro de sua autoria, A Profecia Celestina)


4 comentários:

  1. Muito obrigado eu tenho dois bons exemplos na minha casa,eu tenho um filho de 17 anos outro de 11 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÓS É QUE AGRADECEMOS POR SUA AMOROSA PRESENÇA DE SEMPRE !!

      ABRAÇOS ÍNDIGOS PRA SI E TODA A SUA FAMÍLIA !

      Excluir
  2. Ola, sou indigo, tenho 13 anos, me chamo Layla, estou em uma frase de transiçao do indigo para cristal. Tenho muitas duvidas, me sinto confusa, pois nao consigo conversar sobre o que sinto com minha familia, apesar de me tratarem muito bem, nao consigo me “abrir“, nunca tive contato com alguem como eu, tenho vontade de falar coç alguem que possa me ouvir e me aconselhar. Tudo que sei sobre esse fenomeno, e atraves de pesquisas que faço, e atraves delas descobri que grande parte dos indigos e cristais, digo a maioria, lembram de vidas passadas, conseguem se comunicar por telepatia facilmente , entre outros dons facinantes, ja eu, sinto que tenho uma missao, tenho visoes e falo com anjos, mas nao consigo ser como os outros indigos que possuem dons magnificos, preciso muito de ajuda, estou confusa e nao ha ninguem que possa esclarece-las, pois se eu digo, nao acreditam em mim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Layla!
      Qual seu e-mail ou telefone? Vamos nos falar, tenho uma amiga que acho que te faria bem conversar!
      Abraço forte!!!

      Excluir