terça-feira, 9 de abril de 2013

SINGULARIDADE - PONTO ZERO - DUALIDADE


A solidez do mundo parece inquestionável, assim como seu corpo e seu computador parecem ser coisas fixas que você pode ver e tocar, mas o que vem sendo discutido desde os tempos de Einstein com o nascimento da física moderna, é o fato dessa solidez ser uma miragem. 

O físico nuclear Ernst Rutherford, realizou uma experiência em Manchester que revelou a forma interior do Átomo. Os cientistas ficaram surpresos quando descobriram que o átomo é praticamente um espaço vazio. 
E daí surgiu uma pergunta intrigante para a "razão" da ciência ortodoxa: "Como é possível um átomo vazio formar o mundo sólido que nos rodeia?”

Toda 'matéria física', ou seja tudo a nossa volta, é resultado de uma vibração, uma frequência, isso significa que se você alterar a frequência, a estrutura de matéria também vai mudar. 
Nós vivemos em um Universo holográfico, e em um holograma cada pequena parte é um reflexo do TODO, a estrutura sempre segue o mesmo padrão. Por exemplo, o átomo e o sistema solar, e podemos ainda ir mais além, pois uma galáxia se comporta da mesma maneira e também possui uma singularidade em seu centro. 
Quanto mais perto do núcleo de uma galáxia, mais Radiação/Luz existe, e até sabemos que no centro de uma galáxia existe um enorme buraco negro. 
Isso nos faz concordar com a teoria de Nassin Haramein, onde no núcleo de cada átomo há um "mini buraco negro". 
Se lembrarmos que no núcleo do átomo há o próton e o nêutron "lutando" para se equilibrarem, percebemos que a singularidade é o equilíbrio entre as polaridades, ou seja, matéria e antimatéria, vibração e não vibração ou caos e harmonia, co-existindo. 


Singularidade

Toda matéria no universo é "expelida" e "controlada" pelas singularidades ou buracos negros. Desde o nível atômico até o de uma galáxia (ou além), o único lugar que a vibração encontra a não vibração é dentro de uma singularidade ou buraco negro.
O espaço que pensamos ser o "vazio" (éter) é na verdade um elemento básico para a estrutura perceptível da existência. Ele é maleável e pode ser moldado pela INTENÇÃO. Isso significa que a realidade é então formada pela nossa Consciência. A consciência é a única que cria e modela a realidade individual e coletivamente, essa consciência emana da singularidade de cada ser humano que se encontra no coração.
"O Coração humano é documentado como o mais forte gerador de campos elétricos e magnéticos no corpo. Isto é importante porque nós sempre fomos ensinados que o cérebro é onde toda a ação acontece. 
Enquanto o cérebro também tem campos eléctrico e magnético, eles são ambos relativamente fracos em comparação com o Coração. O coração é cerca de 100.000 vezes mais forte eletricamente e até 5.000 vezes mais forte do que o cérebro magneticamente. 

O mundo físico (como nós conhecemos) é feito desses 2 campos: campos elétricos e magnéticos de Energia. 


A Física nos diz agora que se pudermos alterar o campo magnético ou o campo elétrico do átomo, isso literalmente mudaria esse átomo. O coração humano é projetado para fazer as duas coisas.
"Isso prova que nós literalmente mudamos a realidade com os nossos pensamentos e sentimentos!" — David Math.

Pensamento é vibração, assim como as nossas emoções, é a consciência se manifestando num "caos" (estrutura de espaço e tempo) criado para gerar experiências. O universo então é um reflexo da nossa consciência coletiva que cria constantemente sem cessar, respeitando as "leis dos estados vibratórios".

Você acha difícil "enxergar" dessa forma? Então pare já de usar apenas o hemisfério esquerdo do cérebro e pensar apenas logicamente. Use os dois hemisférios e equilibre suas crenças. A fé sozinha é uma forma de crença imutável e rígida, onde nenhuma nova informação entra. Você se encarcera e inconscientemente não se permite aprender. É preciso equilibrar ambos os lados, e aceitar certos paradoxos, pois existem muitas coisas que estão além do nosso entendimento atual.

Toda essa realidade e as suas 4 dimensões (altura, largura e profundidade = Espaço e mais Tempo que também é uma dimensão, dimensão não é o mesmo que densidade ou plano) é percebido por nossos 5 sentidos (visão, audição, olfato, tato e paladar) que por sua vez são todos apenas sinais elétricos interpretados por nossos cérebros. 
Sendo assim, podemos afirmar que TUDO que chamamos de realidade são sequências específicas de códigos que montam esse Holograma de Tempo e Espaço.

Nossos corpos são um conjunto de códigos. Esse conglomerado ou esse conjunto de códigos está contido numa "chave biológica" chamado DNA, o nosso código genético.
Uma sequência específica de genes ativados em nós podem fornecer capacidades que nem imaginamos (por exemplo: John Chang), assim como outras sequências das quais já fazemos uso é o que nos fornece os nossos cinco sentidos e etc. DNA =Informação Codificada
Com a alteração da frequência da Terra, nossos corpos vão ser obrigados a equilibrarem a sua vibração, ou seja, alterar os códigos que nos compõem. Como dissemos antes, a medida que as frequências se amplificam, os padrões ficam mais complexos, o que torna difícil ter certeza o que podemos esperar. Devemos estar sempre preparados para enfrentar essas mudanças na consciência, e isso pode ser perigoso pois muitas pessoas estão quase sempre com medo e em disputa uns contra os outros. 
Enquanto estivermos nesse estado mental, vibraremos em uma frequência baixa e densa, isso reduz extremamente o nosso potencial e esse é o propósito de todo o sistema. 
A estrutura da sociedade atual é feita pra criar um estado de medo constante, para termos estresse, para nos deixar preocupados quanto ao amanhã, nos fazer sentir culpados pelo ontem, e esquecer o AGORA. 
A psicologia moderna hoje já sabe que as únicas emoções que nós sentimos é amor ou medo, todo resto é derivado desses dois, como a nossa raiva que nada mais é do que um ato de medo, ou amor reprimido, uma sensação de impotência perante uma situação que não se tem 'controle'. 

É bom deixar claro que nossas emoções afetam diretamente a estrutura de nosso DNA, que por sua vez afeta diretamente o corpo assim como a nossa percepção da 'realidade'. 
Temos que compreender que se você modificar o campo (nossas emoções alteram seu campo eletromagnético) em que o átomo está, você modifica o átomo, e nós somos feitos desses átomos, portanto quando nós temos pensamentos, e por consequência sentimentos (ou vice-versa), nós estamos modificando o campo que conecta os átomos que nos compõe, portanto estamos literalmente nos modificando e modificando o ambiente em que vivemos de acordo com nós mesmos.

Fica nítido então, perceber que alguém está manipulando nossa percepção dessa fisicalidade para nos aprisionar num perpétuo estado vibratório. Não querem que entendamos além desse estado, pois assim, recuperamos nossa liberdade. Todos nós devemos tomar muito cuidado com o que pensamos, acreditamos e sentimos, porque a realidade é um holograma controlado pela vibração de sua consciência, você está literalmente ajudando a criar o futuro com a sua corrente de pensamentos. 
Desde o nível sub-átomico a realidade se comporta de acordo com a expectativa do observador (que somos nós), porque o observador é a consciência em sua forma mais pura, e como foi falado antes, é a consciência que molda o universo todo.

Dualidade


A dualidade é uma das manifestações da Fonte, onde ela se manifesta como Yin: Frio, Sombra, Abstrato, Feminino (Preto) e Yang: Calor, Luz, Lógico, Masculino (Branco).
Não deve ser interpretado como "Bem e Mal" pois isso é uma criação da mente humana, não existe tal coisa, isso é uma questão de opinião e a Singularidade não opina, ela simplesmente É! 
A ideia é que a luz se projeta na escuridão pra compreender a si própria (Amor = Conexão), refletida no seu oposto, que seria a ausência de si mesma (Medo). Penetra dentro da ilusão de separação para se achar novamente.
Quando o UM (Singularidade) era só luz estava cego em si, e a sombra nem sequer tinha consciência da sua existência. Nós estamos vivenciando essa dança entre sombra e luz, pelo menos enquanto estivermos nessa realidade.
É necessário a existência do "caos" (sombra), ou seja, uma fragmentação do todo, para podermos analisar pedaço por pedaço, um de cada vez, quando tudo está junto é simplesmente pura consciência, agora o nosso trabalho é criar consciência de que
Estamos conscientes, em todos os níveis!
Nós somos a Singularidade, o UM, a Luz, Consciência, se projetando na sua ausência, na escuridão, para tentar entender tudo que existe para ser entendido, ou talvez, simplesmente vivenciado.
Um fato interessante é que essa dualidade está embutida até na estrutura da nossa mente. Existem muitas pesquisas, e muitos padrões descobertos sobre a mente humana, mas um estudo em especial vale destacar, que é do psicólogo Carl Gustav Jung e o seu modelo da Psique humana (Psique na mitologia grega* é a personificação da alma):
 Ego: O ego é o conjunto de personalidades que acumulamos, os padrões de comportamento que gostamos e assimilamos, então tomamos como parte do nosso comportamento também. É o nosso lado consciente.
Essa consciência faz uma divisão de preferências é isso que cria a persona.
 A persona é o que você gostaria de ser, ou acha que é. É a sua personalidade ideal, baseada na sua opinião e no que você conhece.
 Shadow (Sombra): É o conjunto de todas as outras informações que foram assimiladas, incluindo as que não foram "iluminadas" pela consciência do Ego. A Sombra é o nosso lado subconsciente, embora continue fazendo parte da estrutura do Ego.
 Animus/Anima: É a "roupa" que a sombra usa para se comunicar com a estrutura consciente, a comunicação é sempre de maneira abstrata (Intuição, imaginação, projeções mentais de formas-pesamento e algumas vezes até manifestações sensoriais como em casos de esquizofrenia) fazendo o Ego desenvolver melhor a capacidade de interpretação.
 Self: A única real liberdade se encontra nessa "singularidade", o "ponto zero" do nosso ser. Aqui se encontra nossa essência, a fonte de tudo, “Deus”, nosso verdadeiro ser.
* (Mitologias em geral são partes do nosso subconsciente, as historias foram criadas para expressar conceitos e sentimentos profundos do nosso mundo interior, hoje em dia os filmes, desenhos e etc tomaram o lugar da mitologia antiga, mas servem o mesmo propósito: Nos mostrar parte de nós que ainda não conhecemos ou não queremos ver como parte de nós).


É importante destacar que a separação é uma ilusão, jamais podemos nos separar do todo.
A dualidade é só um JOGO, estamos dando forma a parte de nós que é abstrata. Essa realidade é real somente até certo ponto, mas mesmo sendo "real", não faz dela nossa verdade absoluta, SE existe uma verdade absoluta, ela certamente é o conjunto de verdades relativas.

O UM nunca nasceu, e nunca vai morrer, pois é a existência em si, tudo que existe é o UM, o que não existe simplesmente não existe, é impossível imaginar o que não existe, qualquer coisa que existe faz parte do UM, portanto está conectado!

Embora só exista uma alma, quando morremos ainda mantemos o conceitos de individualidade até certo ponto, pois se o UM é tudo que existe, nada é uma surpresa, tudo está lá, imóvel e perfeito.
Precisa haver certo nível de limitação para a criatividade aflorar, e principalmente para se criar a noção de tempo e espaço. 
Todos os momentos são simultâneos, estamos atravessando uma estrutura de tempo e espaço (é o que podemos chamar de Matrix), onde existem inúmeras possibilidades das quais podemos ter experiência. 
São nossas escolhas que irão definir quais serão as possibilidade que vivenciaremos. 
Para mudar a realidade que vivemos precisamos primeiro mudar a nós mesmos, pois a realidade é somente um reflexo do nosso interior, precisamos nos enxergar como UM, nossas ações, nossos pensamentos, nossas emoções, tudo é compartilhado pela mesma consciência, precisamos aceitar e criar consciência de que nossas escolhas influenciam em tudo que existe.
Façamos dos nossos pensamentos e nossas ações exemplos para que os outros possam seguir.
Se ninguém desse o primeiro passo, jamais teríamos aprendido a andar. Um bom modo de começar, é tratar bem a si mesmo, sentir o seu
amor, compreender que a pessoa ao seu lado é você em outra forma. 

Quando estiver estabelecido essa conexão, ensine os outros. 

As pessoas tem a tendência de focar no lado ruim da religião (re-ligação), e esquecem a mensagem que Jesus passava: "Ame ao próximo, como ama a si mesmo" e deu ênfase em buscar conhecer o amor em: 1 João 4:8 "Aquele que não conhece o amor, não conhece a deus, pois deus é amor". Somente através do "Amor Divino" (uso esse termo para não associar com o "amor sentimental"), a si mesmo, ao próximo, e a todas as coisas, que podemos nos conectar com a singularidade, sermos realmente livres.

Embora a bíblia tenha suas alterações (livros foram retirados, e outros adicionados) e péssimas interpretações, existem conteúdos que podem ser aproveitados. Tudo depende do seu senso crítico.



3 comentários:

  1. Parabens meninas, seu blog é ótimo.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  2. Para Francisco Belmonte:
    Somos muito gratas por seu acolhimento!
    Adoramos tê-lo aqui conosco, nesse espaço que é de todos nós!
    Participe da forma que preferir, você será sempre bem vindo!!

    CORAÇÕES EM LIBERDADE E BOCAS SEM CENSURA!

    Receba nosso amor!
    Muito Além... das Palavras e Sentidos

    ResponderExcluir
  3. eu nao sei como vim parar aqui nesse site mas desejo para quem seja responsavel,receba a minha gratidao!era o que eu procurava

    ResponderExcluir