domingo, 7 de abril de 2013

COMPREENDI - Por Beta maia


O que é a prece, a oração, a meditação, se não o silencio da mente para a abertura da alma?
Compreendi que a fé é simplesmente a certeza de não estar sozinho.
Acreditar em Buda, Alá, Deus, Jesus, Krishina, Cristo, Maomé, oxum... no universo, na luz, na fonte... acreditar é se conectar.
Se conectar com o melhor que temos em nós...
Alguns buscam fora, outros compreendem que tudo está em nós, mas todos reconhecem a divindade como aliada. Como algo sublime, que nos ampara, nos auxilia, nos acolhe num amor sem igual.
Se somos invertidos, convertidos ou subvertidos, que diferença faz?
Somos (estamos) um pacote completo de mente, corpo e alma. 
Efêmeros e Eternos. Duais e Unos.
Somos, não o que a mente nos diz, não essa identidade, esse papel assumido no script dessa vida ordinária, somos simplesmente o AMOR.
Somos Buda, Alá, Deus, Jesus, Krishina, Cristo, Maomé ou Oxum... Somos Universo, Luz e Fonte. 
Somos indizíveis e indivisíveis.
Quando nos momentos de desespero, uns se ajoelham e suplicam... outros clamam por seus guias e protetores, alguns meditam e se alinham... todos estão buscando acesso à seu divino. 


Estão pura e simplesmente se conectando com o eterno. 
Que diferença faz o nome que damos?
Como é doce a certeza da unidade!
Unidade com o que somos em toda eternidade.
Por um momento, vamos esquecer todos os dogmas, rituais, mitos e misticismos... vamos deixar a religião de lado.
O que sobra?
O que sobra, o que resta é a fé, é o AMOR, essa conexão maior, com a mais clara ciência de que há algo mais a que estamos ligados. Há uma rede que une Alá e a Fonte.
Oh... como nossa mente gosta de nomear o inominável.
Como nossas crenças internas (e limitadoras) adoram gritar isso pode, isso não pode, isso é certo, isso é errado, isso é da personalidade, isso é da essência.
Somos (ou estamos) um pacote completo. Despertar não é apreender que somos absolutos. Despertar é ser absoluto, enquanto efêmero.
É preencher-se com o que há de melhor da unidade, na dualidade. É compreender que o “Céu” é onde estamos agora. 
Despertar é abrir os braços, se despir dos conceitos e se encher livremente com a doçura incompreensível da abundante força vital.



Beta Maia


3 comentários:

  1. Linda Beta,

    Maravilhoso.

    "É preencher-se com o que há de melhor da unidade, na dualidade. É compreender que o “Céu” é onde estamos agora." Beta Maia

    Fico na PROFUNDIDADE de tão belas palavras.

    Obrigado minha querida

    Pury

    ResponderExcluir
  2. AMADA BETA...

    Grata , por sua Maravilhosa e muito Verdadeira compreensão do que Somos , resoou de forma tão profunda e clara em meu Coração !!!!

    Como é Maravilhoso nos preencher dessa força vital que é o Amor e despertar para o Absoluto que Somos mesmo ainda estando no efêmero !

    Sim !!! O Céu está aqui neste instânte e sempre esteve , apenas nos distraimos num lapso de tempo...grande...curto ou pequeno tanto faz ! Tudo faz parte do Absoluto Amor que movimenta todos os Universos !

    Milhões de beijinhos em forma de estrelinhas pra si , amada Irmã das Estrelas!
    TE AMO !!!

    ResponderExcluir
  3. Falou, teclou e disse! Belo texto, Betinha!!!
    Sim, em Verdade, tudo É muito simples! Tão simples que "complicamos". rsrsrs
    E, não é à toa que Somos lembrados(as), todos(as), dos Pilares da Cabeça e do Coração!
    "Busquem o Reino do Céus e todo o resto vos será acrescentado."
    Bem, o Reino dos Céus não está lá nem cá. Não existe lá e cá.
    O Reino dos Céus - O LAR - Nós o trazemos e o levamos em nosso Coração!
    E, aonde quer que estejamos, O LAR está em Nós! ((<3))
    E, sim, MARIA - a "Divina Maria", a "Mamãe do Céu", Ela e outros(as) nos disse(ram) que estamos e somos "guiados e amparados", sempre! Até o último minuto desta Terra!
    O próprio Jesus CRISTO, quando da sua encarnação, foi "amparado" por uma Logística inigualável, hein?!... Hein?!...
    E, nas palavras do Grande Irmão: "Eu Sou em todos aqueles que me precederam e me sucederam."
    Alguns se referem a "Deus", outros ao Cristo, outros(as) ao Grande Espírito, outros ao Buda, outros a Krishna, outros a Shiva. E daí?!...
    Independente de nomes, sobrenomes e nicknames Somos a FONTE! Fonte que nos Rega! Somos o UMniverso! Somos AMOR-LUZ de Toda a ETERNIDADE!
    "Somos Absolutos enquanto efêmeros".
    De braços abertos e Coração arregaçado, eu Canto e Danço: ((\0/))

    http://www.youtube.com/watch?v=lrDgL3Dilnk
    *(para assistir copie a URL e cole na barra de endereços)* :D

    AVE LUZ-AMOR que Nos Conduz!!! Saudações de Coração a Corações!!!
    Beijocas unificadas!!!

    Cecy.


    ResponderExcluir